Edição: 243

Diretor: Mário Lopes

Data: 26/2/2021

Hospital de Leiria abre Área Dedicada a Doentes suspeitos de Infeção Respiratória

2021-01-04 22:53:11

 

Nova Área Dedicada a Doentes com suspeita de Infeção Respiratória abriu nos Serviços de Urgência

A nova Área Dedicada a Doentes com suspeita de Infeção Respiratória nos Serviços de Urgência (ADR-SU), no Hospital de Santo André (HSA), já está a funcionar desde este domingo, dia 3 de janeiro. A nova estrutura do Centro Hospitalar de Leiria (CHL) permite garantir a resposta adequada ao expectável agravamento da afluência devido ao crescimento epidémico da Covid-19 e ao aumento previsível da incidência de outras infeções respiratórias agudas. No primeiro turno de 24 horas da nova ADR-SU foram admitidos 85 utentes.

«A unidade que agora disponibilizamos é uma urgência para doentes respiratórios, que substitui a área que existia na Urgência Geral para o efeito.  Desta forma, é possível segregar circuitos, com mais condições para fazer um atendimento com maior segurança, quer para os utentes, quer para os nossos profissionais», destaca Licínio de Carvalho, presidente do Conselho de Administração do CHL.

«A criação da nova ADR-SU mostra a nossa capacidade para responder à procura e às necessidades da população que abrangemos, e que permite agir de forma adequada perante o atual contexto de evolução epidemiológica regional e local.», acrescenta.

A nova ADR-SU ocupa parte da área afeta ao Serviço de Medicina Física e Reabilitação, e conta com: três gabinetes de consulta; uma sala de tratamento; um gabinete de triagem; uma sala de emergência, com capacidade para assistir dois doentes em simultâneo; uma sala de observação com capacidade para dez macas (que pode aumentar, se necessário) e sete cadeirões; uma área de observação com 20 camas e três quartos de isolamento; uma sala de raio-x; e ainda um conjunto de áreas de apoio como armazéns, zonas de espera, secretariado, vestiários, adufas, instalações sanitárias e antecâmara. Esta ADR-SU tem um acesso externo próprio, o que permite a separação dos circuitos dos doentes com suspeita de infeção respiratória aguda face aos restantes.

O investimento estimado da nova ADR-SU e do novo internamento Covid é de 570 mil euros, que corresponde a 470 mil euros referentes à empreitada de execução, e cerca de 100 mil euros a equipamentos.

    Fonte: Midlandcom

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.