Edição: 244

Diretor: Mário Lopes

Data: 2/3/2021

Região Oeste ultrapassa os 10 mil casos de COVID-19 desde o início da pandemia

2021-01-10 14:18:12

Hospital de Alcobaça Bernardino Lopes de Oliveira

O número de casos de COVID-19 na Região Oeste voltou a disparar ultrapassando este sábado, dia 10 de janeiro, os 10 mil desde o início da pandemia (10077). Também o número de óbitos, infelizmente, ultrapassou os 200 (203). O número de casos ativos atingiu um novo máximo (2485), duplicando assim os números do final do ano. Torres Vedras (549) volta a ter o maior número de casos ativos em todo o Oeste, seguindo-se Alcobaça (422), Caldas da Rainha (346) Alenquer (265), e Peniche (234).  Acima da centena de  casos estão Arruda dos Vinhos (187),  Óbidos (129) e, Sobral de Monte Agraço (115). Os concelhos com menos casos são Lourinhã (79), Nazaré, (70), Cadaval (49), e Bombarral (40).

Caldas da Rainha é agora o concelho com o maior número de Óbitos (39), ultrapassando Torres Vedras (34) seguindo-se Alenquer (30), Alcobaça (21) e Peniche (20). Com menos óbitos estão Óbidos (10). Lourinhã (10), Cadaval (9), Arruda dos Vinhos (9), Sobral de Monte Agraço (8), Bombarral (7), Nazaré (6).

O número total de recuperados é agora de 7389.

     Presidente da Câmara de Alcobaça anuncia 548 casos de COVID-19

Já este domingo, dia 10 de janeiro, o presidente da Câmara Municipal de Alcobaça anunciava na sua página de Facebook 548 casos de COVID-19 no concelho, um novo aumento devido, sobretudo, a surtos em IPSS.

“Só na Santa Casa da Misericórdia de Évora de Alcobaça estão, neste momento, 24 funcionários e 57 utentes positivos perfazendo um total de 81 casos. Hoje mesmo haverá uma visita das autoridades de saúde quer a esta instituição quer ao Solar de Cister (Vestiaria)”, informa Paulo Inácio.

O autarca alerta que “independentemente do que o Governo determinar para a próxima semana, as autoridades policiais locais estão mais do que sensibilizadas e serão atuantes na fiscalização e monitorização do cumprimento integral das normas da Direção-Geral da Saúde.”

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.