Edição: 245

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/4/23

Centro Hospitalar de Leiria desmente vídeos negacionistas nas redes sociais

Imagem do vídeo do alegado denunciante

O Centro Hospitalar de Leiria contestou esta sexta-feira, dia 29 de janeiro, o teor de vídeos difundidos nos últimos dias na rede social Facebook, da autoria de um cidadão, que têm sido amplamente partilhados e colocam em causa o esforço dos profissionais da instituição.  O Conselho de Administração do CHL alerta que “estes vídeos propalam um conjunto de falsidades que os chamados “negacionistas” têm aproveitado para propagar as suas teorias, que colocam em causa o trabalho de centenas de profissionais e, sobretudo, humilham as vítimas e os familiares das vítimas desta terrível pandemia”.

Um desses vídeos, já com mais de 4 mil visualizações, foi devidamente desmontado pelo programa Polígrafo, da SIC, mas o seu autor reincidiu com um novo vídeo. Perante o alcance que essa peça de desinformação está a ter, o Centro Hospitalar de Leiria vê-se obrigado a comunicar que “esse vídeo filma zonas do hospital onde aparentemente não está ninguém, concluindo o seu autor, em som editado, que isso demonstra que não há doentes COVID no Hospital e que a sobrelotação deste e de outros hospitais é uma ficção, engendrada por médicos, enfermeiros e políticos, não explicando por que motivos.”

O Centro Hospitalar de Leiria alerta que o autor do vídeo não filma os doentes, por não ter acesso, os locais onde de facto estão, limitando-se a filmar as salas de espera e as salas de admissão, à meia-noite, uma das horas de menor afluência, sendo normal que as salas de espera estejam vazias, pois nesta fase não são permitidos acompanhantes nem visitas.

Ou seja, o autor do vídeo apresenta imagens aparentemente reais, mas descontextualizadas e enquadradas de forma absolutamente capciosa e incorreta.

Desde que o serviço de ADR-SU (Área Dedicada para doentes com suspeita de infeção Respiratória nos Serviços de Urgência) abriu, às 8h00 do dia 3 de janeiro de 2021, até ao dia 25 de janeiro, às 23h59, foram atendidos 1.849 doentes.

No mesmo período, foram atendidos 3.658 utentes no Serviço de Urgência Geral (não COVID); ou seja, uma média diária de 80 doentes na ADR-SU e 159 doentes no SUG. É uma média de 239 doentes por dia, cerca de 10 doentes por hora.

Os vídeos em causa são de autoria de um cidadão já identificado. Por isso, o Centro Hospitalar de Leiria deu indicações ao seu Gabinete Jurídico para reagir contra o referido cidadão, porque não pode permitir que estas alegações falsas campeiem pelas redes sociais, ofendendo os profissionais de saúde e a memória das vítimas desta terrível pandemia.

    Fonte: Midlandcom

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.