Edição: 264

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/11/30

Deputados do PSD do distrito de Leiria questionam ministra da Agricultura

Falta de gerador de 15 mil euros impede arranque da barragem do rio Arnoia em Óbidos

Barragem do rio Arnóia (Foto: EPMG/DGADR)

Os deputados do PSD eleitos elo distrito de Leiria questionaram, no dia 12 de fevereiro,  a ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, sobre o Aproveitamento Hidroagrícola de Óbidos, um investimento de cerca de 28 milhões de euros, que “compreende um inimaginável valor acrescido para a Região. Implementado nos concelhos de Óbidos (cerca de 60%) e Bombarral (cerca de 40%) beneficia diretamente propriedades nas freguesias de Santa Maria, São Pedro e Sobral da Lagoa, Vau, Amoreira, Pó e Roliça. Com cerca de 900 beneficiários, para além da inegável capacitação de valor acrescentado na produção é também um enorme promotor social, uma vez que a dimensão das parcelas predominantes (nano e microfúndio) demonstram uma clara agricultura de subsistência.

Os signatários têm conhecimento de que a Direção da Associação de Beneficiários tem vindo a solicitar aos técnicos, e à ministra da Agricultura o agilizar de procedimentos para que seja possível o fecho das duas comportas e se inicie o aprovisionamento de água no período de precipitação para utilização no período estival (meses de maior calor).

Contudo, pelo que é dado a conhecer, há a necessidade de um parecer prévio por parte da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) para que seja autorizado o fecho das comportas. Para que a APA possa dar esse seu parecer favorável eventualmente terão de ser feitos melhoramentos e validação do gerador de emergência, um investimento que totaliza um valor de cerca de 15 mil euros.

Sem esse investimento, perdem-se todos os dias milhares de metros cúbicos de água pelo não aprovisionamento neste período de chuva. Acresce que considerando não ser possível fechar rapidamente as comportas existe a forte probabilidade de não ser possível iniciar em 2021 o segundo bloco de rega, o bloco da Amoreira.

Hugo Oliveira, Margarida Balseiro Lopes, João Gomes Marques, Olga Silvestre e Pedro Roque vêm, assim, solicitar à ministra da Agricultura o seu empenho em resolver este problema e garantir que não se vão continuar a perder milhares de metros cúbicos de água que serão por certo tão importantes para a agricultura da região e querem saber se Maria do Céu Antunes vai garantir a necessária cooperação com a tutela da APA para ultrapassar a questão levantada

Os deputados do PSD questionam ainda o Ministério da Agricultura se vai desbloquear a possibilidade dos confinantes poderem arrendar ou adquirir terrenos pertencentes ao Estado e que se encontram dentro do aproveitamento.

Fonte: GP|PSD

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.