Edição: 245

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/4/23

Ex-presidente da Câmara Municipal de Leiria conta com o apoio de António Lucas

CDS recusa apoiar candidatura independente de Raul Castro à Câmara Municipal da Batalha

Raul Castro foi o cabeça de lista do PS no distrito de Leiria às últimas eleições legislativas

A Comissão Política Concelhia do CDS da Batalha desmentiu esta segunda-feira, dia 22 de fevereiro, a notícias veiculadas nas últimas semanas, em diversos órgãos de comunicação social, o seu apoio a uma lista de independentes, liderada por dois anteriores presidentes de Câmara da Batalha, Raul Castro e António Lucas.

Considerando, as notícias difundidas de que os antigos autarcas da Batalha contariam com o apoio do PS e do CDS, a Comissão Política Concelhia do CDS da Batalha reconhece que há cerca de um ano, o atual vereador da oposição do CDS, em consonância e mandatado pela comissão política, abordou António Lucas no intuito de o convidar a voltar a recandidatar-se pelo CDS, obtendo a resposta de que, por motivos de saúde e pessoais, não poderia.

A Comissão Política Concelhia do CDS da Batalha assume também ter sido contactada, quer por Raul Castro, quer por António Lucas, tendo existido reuniões com o atual vereador do CDS, Horácio Moita Francisco, e com Américo Ribeiro, presidente da Concelhia, no intuito de auscultar o CDS se estaria disponível para apoiar as suas candidaturas.

Considerando que o que foi proposto, uma candidatura totalmente independente, sem siglas de partidos, com o apoio da Concelhia do CDS, que apenas indicaria alguns nomes para integrar as suas listas de independentes, inviabilizando assim que o CDS, concorresse às próximas eleições autárquicas na Batalha, a Comissão Política do CDS da Batalha teve a frontalidade de informar os interessados, Raul Castro e António Lucas, que teria de reunir para apresentar a referida proposta aos seus membros, e que transmitiria o seu resultado.

Muito posteriormente, surgiu também o contacto do PSD com idêntica abordagem,  admitindo que “não respondeu.”

A reunião da Comissão Politica do CDS com vista a auscultar e deliberar sobre o apoio a esta candidatura nos moldes propostos por Raul Castro e António Lucas decorreu este sábado, 20 de fevereiro. Posta a proposta à discussão e votação, os membros da Comissão Politica votaram, por unanimidade, contra os moldes propostos, em conformidade e respeito pela sua Carta de Princípios, apresentada em Julho de 1974, defensor dos princípios da Democracia Cristã e da Doutrina Social da Igreja e como partido fundador da democracia e detentor de um património histórico.

O CDS recorda que, “dentro dos seus princípios de coerência, dignidade e seriedade, sempre apresentou no concelho da Batalha candidaturas com listas próprias, sem quaisquer profissionais ou dependentes da política, respeitando e cumprindo unicamente, os deveres cívicos e de cidadania, na defesa apenas dos interesses dos munícipes no seu todo e de um município aberto e ao serviço de todos, pois, esse sempre foi e será o timbre do eleitos do CDS, relembrando ainda que não foi o CDS quem entregou a governação do Município nas mãos de quem atualmente tem a sua gestão.”

Em conformidade, foi determinado e votado por unanimidade não dar apoio a esta lista de independentes, apresentando-se assim o CDS, como partido responsável e única oposição ao atual executivo neste mandato, com listas próprias, a todos os órgãos nas próximas eleições autárquicas de 2021.

Assim, “com a Batalha no Coração, vamos determinados e confiantes, na defesa dos valores e princípios da coerência, dignidade e seriedade, a continuar ir ao encontro de todos os Batalhenses, sempre na defesa de um concelho aberto e maior, com mais desenvolvimento económico, social, humano, ambiental, ecológico, cultural e associativo, ao serviço de todos os Munícipes e não apenas dos interesses de ocasião, de quem se encontre no poder”, conclui o comunicado da Comissão Política Concelhia do CDS da Batalha, presidido por Américo da Conceição Ribeiro.

A Comissão Política Concelhia do CDS informa ainda que, oportunamente, informará quem serão os seus cabeças de lista aos diversos órgãos, Câmara Municipal, Assembleia e Juntas de Freguesia.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.