Edição: 245

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/4/19

Investimento de 116 mil euros

Batalha reabilita Parque temático e sensorial da Aldeia da Pia do Urso e cria novos percursos pedestres

Percurso pedestre

As intervenções a realizar respeitam diversos âmbitos de intervenções centradas no Património Natural e na dinamização dos recursos naturais, a concretizar nos equipamentos disponibilizados ao público, designadamente nos percursos pedonais, zona escalada de Reguengo do Fetal e no Ecoparque sensorial da Pia do Urso. As intervenções compreendem desde a sinalética de percursos pedestres, e respetiva homologação junto da Federação Portuguesa de Montanhismo e Campismo, à requalificação das estações sensoriais do Ecoparque sensorial da Pia do Urso e instalação de sinalética na Parede de Escalada de Reguengo do Fetal.

A candidatura aprovada foi submetida em co-promoção com 9 municípios da Região (Alvaiázere, Ansião, Batalha, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Leiria, Marinha Grande, Pombal e Porto de Mós), enquadrada no eixo estratégico da valorização e promoção do património natural da região de Leiria.

Aldeia da Pia do Urso, inserida na Freguesia de São Mamede, constitui hoje um ponto de interesse turístico nacional decorrente da recuperação de uma aldeia antiga e da implementação de um Parque temático e sensorial, adaptado a invisuais, acompanhado de um circuito pedestre.

Este parque sensorial, distinguido por diversas entidades, com destaque para o Turismo de Portugal e Universidade do Minho (Prémio Município do Ano – 2016), é composto por estações interativas e lúdicas que necessitam de ser requalificadas, atendendo à sua ampla utilização e desgaste natural.

As estações sensoriais objeto de requalificação são as seguintes: Estação Jurássica, Estação Musical, Estação Abstrata e Estação Lúdica. Está ainda instalado na Aldeia da Pia do Urso o Centro de BTT da Batalha, que oferece uma rede de trilhos cicláveis, devidamente sinalizados, com mais de 300 quilómetros de extensão, tendo sido o primeiro Centro de BTT do país a ser homologado pela UVP/Federação Portuguesa de Ciclismo.

Quanto ao Pedestrianismo, atualmente encontram-se marcados no Concelho da Batalha, 4 percursos pedestres, todos de pequena rota (PR1 – Mata do Cerejal; PR2 – Buraco Roto; PR3 – Rota dos Moinhos; e PR4 – Caminho Ferro Mineiro do Lena).

O projeto agora aprovado, comtempla, para além da renovação da sinalética dos percursos existentes, a marcação de dois novos percursos, a Rota das Pedreiras Históricas do Mosteiro da Batalha, na freguesia do Reguengo do Fetal, e o Percurso Pedestre “Collippo ao Vale do Lena”, na freguesia da Golpilheira.

A instalação de Parede de Escalada de Reguengo do Fetal, completa as intervenções associadas ao turismo da natureza e que na sua totalidade representa um investimento de 116 mil euros, comparticipado em 85% pelos fundos europeus do Centro 2020.

Para o presidente da Câmara Municipal da Batalha, Paulo Batista Santos, “a recuperação do setor do turismo e a aposta no turismo da natureza, são objetivos prioritários para o relançamento da economia local no período pós pandemia e ao nível do reforço das alternativas de lazer para os cidadãos”.

“Estamos a viver momentos exigentes, de confinamento, mas também de despertar para a valorização do desporto e da fruição da natureza, áreas que oferecem uma melhor qualidade de vida à população”, acrescente o autarca da Batalha.

Os vários projetos aprovados no âmbito da candidatura, encontram-se em fase de concurso para realização das respetivas intervenções, estimando-se a sua conclusão nos próximos 60 a 90 dias.

    Fonte: MB

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.