Edição: 245

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/4/23

Direitos dos comerciantes tradicionais foi o pomo da discórdia

Assembleia Municipal de Santarém chumba proposta de privatização do Mercado Municipal

Mercado Municipal de Santarém

A proposta de concessão a um privado do Mercado Municipal de Santarém foi chumbada esta segunda-feira, dia 8 de março, na Assembleia Municipal A proposta da Câmara Municipal, de maioria social-democrata, contou com 22 votos contra, 20 a favor e duas abstenções.

Os Verdes regozijam-se com o chumbo da concessão a um privado do Mercado Municipal de Santarém, que contou com os votos contra dos eleitos da CDU (Os verdes e PCP), considerando que “venceu a defesa do interesse dos comerciantes tradicionais, dos produtores locais, da transparência e do interesse público”.

A proposta do PSD, que visava entregar o Mercado a um privado, por 15 anos, com as suas 28 lojas e mais de 30 bancas, por um preço global a partir de 2.000€ por mês, com um Caderno de Encargos que permitia ao privado quase tudo – incluindo gerir ele próprio as lojas e bancas, numa lógica de Centro Comercial – foi reprovada, o que prova, mais uma vez, que vale a pena lutar e acreditar que há alternativa real à desistência do PSD de gerir os espaços e os equipamentos públicos e resolver os problemas da Cidade e do Concelho de Santarém.

Segundo “Os Verdes”, foi chumbada “uma proposta absurda e injusta, que nada garantia aos comerciantes tradicionais, depois de terem sido vergonhosamente despejados, sem se ter previamente negociado e resolvido a sua precariedade e garantida a sua manutenção num espaço que mantiveram vivo durante tantos anos”, além de que “o Centro Histórico de Santarém não precisa de mais um “Centro Comercial” às suas portas.”

Os Verdes e a CDU, como afirmaram na Assembleia Municipal, continuarão a defender uma gestão pública e participada para o Mercado Municipal de Santarém, que é a melhor maneira de garantir a renovação e dinamização daquele espaço, com mais cultura, economia e turismo, sem sacrificar o comércio tradicional e favorecendo a economia ia local e os produtos da região.

    Fonte: PEV|Santarém

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.