Edição: 245

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/4/19

Contrato de comodato vigora pelo período de três anos

Câmara do Cartaxo celebra acordo com a EDP para intervir no edifício da antiga Central Elétrica

Pedro Magalhães Ribeiro e Carlos Raposo assinaram o contrato de comodato

O presidente da Câmara Municipal do Cartaxo, Pedro Magalhães Ribeiro, assinou, no dia 16 de março, o contrato de comodato que permitirá à autarquia intervir no edifício da antiga Central Elétrica. O contrato vigora pelo período de três anos, sendo renovado se se mantiver o interesse da autarquia e da EDP.

Carlos Raposo, assessor do conselho de administração da EDP, esteve no Cartaxo para assinar o contrato de comodato que permite à Câmara Municipal do Cartaxo efetuar obras de requalificação na antiga Central Elétrica do Cartaxo.

Pedro Magalhães Ribeiro destacou a importância do contrato que “dá à Câmara Municipal o enquadramento legal para devolver este espaço à comunidade”.

O autarca explicou, no ato de assinatura que “este edifício, que marca a identidade do centro da cidade, pode agora ser reabilitado para voltar a abrir portas ao público ”. O edifício “inaugurado em 1929, foi intervencionado pela autarquia em 1996, ao longo dos anos foram efetuados trabalhos de manutenção do edifício, mas neste momento é necessário intervir de forma mais profunda para resolver problemas, por exemplo, ao nível da cobertura”, afirmou Pedro Magalhães Ribeiro.

O contrato de comodato vem permitir à Câmara Municipal “assumir o projeto de reabilitação do edifício, assim como, a requalificação do espaço envolvente e colocá-lo ao serviço do movimento associativo do nosso concelho”, esclareceu o autarca.

Na assinatura do contrato, esteve também presente o vice-presidente da Câmara Municipal e responsável pelo pelouro da Cultura, Fernando Amorim e a técnica municipal Helena Montez, coordenadora da área de Cultura do Município.

    Fonte: GIC|CMC

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.