Edição: 246

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/5/18

Rede criada pelo TAGIS conta já com 47 Estações da Biodiversidade em todo o país

Município de Leiria inaugura Estação da Biodiversidade na Lagoa da Ervedeira

Lagoa da Ervedeira

Foi inaugurada esta quinta-feira, dia 22 de abril, a segunda Estação da Biodiversidade (EBIO) do concelho de Leiria, localizada na Lagoa da Ervedeira, numa iniciativa conjunta com a associação TAGIS, que pretende chamar a atenção para a necessidade de promoção e preservação do património natural da região.

Em celebração do Dia Mundial da Terra, a inauguração contou com a participação de um grupo de alunos do Colégio Nossa Senhora de Fátima, de Leiria, que teve a oportunidade de, ao longo de todo o passadiço, capturar, observar e libertar diversas espécies de insetos e outros animais que fazem da envolvente à Lagoa o seu habitat natural.

Munidos de redes e de pequenos boiões, as crianças puderam apreciar e aprender mais sobre libélulas e libelinhas, aranhas, sapos, melgas, grilos, gafanhotos, entre outros.

Para Ana Esperança, vereadora do Ambiente da Câmara Municipal, as EBIO “fornecem à nossa comunidade um conhecimento quer da fauna, quer da flora”, acrescentando que “estamos a fazer história, porque, ao registarmos uma estação, estamos a fazer uma fotografia daquilo que é o ecossistema naquele momento”, o que irá permitir acompanhar e avaliar a sua evolução.

“A Lagoa da Ervedeira é um exemplo único de ecossistema, que é importante conhecer, porque só conhecendo é que conseguimos preservar”, adiantou a autarca.

Na sua mensagem às crianças, Eva Monteiro, do TAGIS – Centro de Conservação das Borboletas de Portugal, explicou que a inventariação das espécies é feita através do sistema RIPAR, que significa Registar, Identificar e Partilhar a informação recolhida.

Esta EBIO junta-se à existente na Praia do Pedrógão desde maio de 2019, estando em curso a implementação de BioSpots no rio Lis, ao longo do Percurso Polis.

As Estações da Biodiversidade são pequenos percursos pedestres sinalizados no terreno através de painéis informativos sobre o património natural e biológico a observar pelos visitantes, estando cada uma em locais de elevada riqueza específica e paisagística, representativa dos habitats característicos da área.

A rede criada pelo TAGIS conta já com 47 Estações da Biodiversidade em todo o País.

 

Fonte: G

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.