Edição: 246

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/5/18

Instituição prevê realizar mais três mil novos testes na próxima semana

Politécnico de Leiria realizou mais de 4.500 testes à COVID-19 e todos foram negativos

IPL vai testar toda a comunidade académica

Até ao momento, e em apenas duas semanas, o Politécnico de Leiria já testou mais de 4.500 pessoas em toda a comunidade académica, entre estudantes, professores, investigadores e técnicos, no âmbito da megaoperação de testagem massiva para a COVID-19 que está a decorrer nas seis unidades de rastreio instaladas em todos os campi de Leiria, Caldas da Rainha e Peniche, e no Núcleo de Formação em Torres Vedras. O balanço do processo de testagem na instituição é muito positivo, já que todos os resultados foram negativos. Na próxima semana, o Politécnico de Leiria prevê realizar três mil novos testes.

«Esta é uma operação exigente, com elevado investimento financeiro e de recursos humanos, mas que tem tido um elevado sucesso e tem gerado uma confiança adicional na retoma às atividades presenciais. Estamos a dar o nosso contributo para a segurança de todos», afirma Rui Pedrosa, presidente do Politécnico de Leiria.

O Politécnico de Leiria iniciou o processo de testagem na semana passada, com a realização de testes rápidos a professores, investigadores, técnicos e bolseiros de investigação. Na última segunda-feira, 19 de abril, dia em que regressaram as atividades letivas presenciais, a instituição de ensino superior iniciou a testagem aos estudantes da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais (ESECS), da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG), da Escola Superior de Saúde (ESSLei), da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha (ESAD.CR), da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM). A testagem abrangeu também o Núcleo de Formação de Torres Vedras, tendo a mesma iniciado no dia 21 de abril.

«Esta pandemia só pode ser combatida com muita testagem, muito mais vacinação e com comportamentos sociais responsáveis. Este é o compromisso do Politécnico de Leiria, que só tem sido possível com muita dedicação e competência de todos, estudantes, professores, investigadores e técnicos», refere Rui Pedrosa.

O Politécnico de Leiria vai continuar a realizar testes na comunidade académica de forma contínua, sendo que, uma vez por mês, irá promover novas testagens massivas junto de todos os estudantes, professores, investigadores e pessoal técnico. Nos concelhos onde se registem mais de 120 casos por 100 mil habitantes, a estratégia passará por serem realizados testes em massa de 14 em 14 dias.

A megaoperação de testagem massiva que está a decorrer tem envolvido mais de 80 enfermeiros, assim como o centro de diagnóstico para a COVID-19 da instituição, para além do apoio de docentes, investigadores, técnicos e estudantes.

Sendo este um processo voluntário, o Politécnico de Leiria está ainda a promover uma campanha de sensibilização junto da comunidade académica, com o apoio das associações de estudantes e de microinfluenciadores, um grupo de 15 estudantes do Politécnico de Leiria que apoia a comunidade académica em prol do controlo e mitigação da pandemia por SARS-CoV-2.

Os microinfluenciadores pretendem criar uma estratégia de sensibilização, de estudantes para estudantes, impulsionadora de comportamentos responsáveis e promotores de saúde pública, e apoiar elementos da comunidade académica em isolamento ou quarentena, bem como prestar informações atualizadas e esclarecer dúvidas relativas à pandemia por SARS-CoV-2, apoiando o estudante dentro e fora do campus.

Fonte: Midlandcom

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.