Edição: 247

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/6/16

No âmbito do projeto “Paredes com Memória”

Praia da Vieira de Leiria acolhe evento de arte pública “Xalavar” de 10 a 15 de maio

Cartaz

A Praia da Vieira de Leiria vai acolher o evento de arte pública “Xalavar”, de 10 a 15 de maio, com organização e curadoria da associação @riscasvadias, em parceria com a Junta de Freguesia da Vieira de Leiria e o apoio da Câmara Municipal da Marinha Grande, no âmbito do projeto “Paredes com Memória”.

Neste âmbito, serão pintadas obras da autoria dos artistas Draw & Contra, Pantonio, Ricardo Romero e Robot.

Esta iniciativa decorre das características, especificidades e singularidades, de Vieira de Leiria, no seu peso e abrangência, não apenas enquanto território físico, mas essencialmente, como terra de gentes sonhadoras, criativas, empreendedoras e trabalhadoras.

O evento encontra ainda a sua justificativa no inegável papel preponderante que a arte pública urbana assume, no caráter inventivo e inclusivo que a arte e a cultura podem e devem assumir na criação do futuro/esperança de uma qualquer sociedade.

A vertente artística do evento tem como objetivos principais a afirmação da Vieira de Leiria como “circuito de arte urbana”, num novo cenário de turismo artístico/cultural de âmbito nacional e internacional e reconhecimento desta como ponto de visita obrigatório no tour de arte pública urbana.

Outros objetivos do Xalavar são potenciar a criação e divulgação da arte pública urbana; e a afirmação e reconhecimento da identidade da Vieira de Leiria através da representação e homenagem ao património histórico e cultural ligado à atividade da pesca artesanal, designadamente da Arte Xávega, ponto de partida para a riquíssima cultura Avieira.

O Projeto Xalavar é cofinanciado pelo Programa Operacional Mar 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas.

    Fonte: GC|CMMG

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.