Edição: 249

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/8/2

Endividamento baixou de 56 para 20 Milhões de Euros em 12 anos

Câmara Municipal aprova Contas de 2020 e garante que “Leiria tem hoje contas certas”

Sede da Câmara Municipal de Leiria

A Câmara Municipal de Leiria aprovou esta terça-feira, dia 11 de maio, com votos favoráveis do PS e contra do PSD, os documentos de prestação de contas de 2020 do Município de Leiria, com um saldo de €44.086.749,26, um resultado líquido positivo de 3,7 Milhões de Euros, uma autonomia financeira de 91%, sendo o endividamento bancário de 20 ME, o valor mais baixo desde que o PS assumiu a gestão da Câmara e que era de 56 Milhões de Euros.

As contas traduzem ainda uma redução de 5% da despesa corrente, reforço de transferência de 2 ME para as freguesias para despesa corrente e investimento, destacando-se ainda um aumento muito significativo do apoio ao associativismo, para despesas correntes e investimento, vital para fazer face à quebra de receitas resultantes da pandemia.

Estes números traduzem uma realidade indesmentível: Leiria tem hoje contas certas, equilibradas, que permitem honrar compromissos e projectar obras de impacto relevante para o futuro de todas freguesias do concelho.

Contas que permitiram acorrer às situações de emergência e apoiar a população e a economia durante a pandemia Covid-19, e que permitem honrar os compromissos do Município, que apresenta agora um prazo médio de pagamento a fornecedores de seis dias.

Este resultado permitiu ainda que o Município pudesse assumir, sem restrições, o combate à pandemia Covid-19, que teve um impacto nas contas na ordem dos 2,8 milhões de euros, entre investimento e receitas não obtidas por via de isenções, valor que em 2021 ascende já a 4 milhões.

Tratou-se de uma estratégia acertada, que resultou no reconhecimento de Leiria, num Estudo de opinião da DECO, como a capital de distrito com melhor avaliação na resposta dada por uma Câmara à pandemia.

  Fonte: GRPG|CML

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.