Edição: 249

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/8/2

Simulando um acidente com Helicóptero Bombardeiro Médio ao serviço da ANEPC

Pista de Ultraleves de Pombal testa plano de emergência com exercício à escala real

Exercício à escala real visou validar o Plano de Emergência da infraestrutura aeronáutica e testar resposta dos meios de socorro

Realizou-se no dia 12 de maio, na Pista de Ultraleves do Casalinho, em Pombal, um exercício à escala real com a finalidade de validar o Plano de Emergência daquela infraestrutura aeronáutica e testar a resposta dos meios de socorro, designadamente, o Serviço de Brigadas de Aeródromo (constituído por três bombeiros em permanência), implementado pela primeira vez no Centro de Meios Aéreos de Pombal.

A iniciativa enquadra-se no regulamentado pela ANAC – Autoridade Nacional da Aviação Civil para a obtenção de Autorização Especial de operação de meios aéreos de emergência e proteção civil na Pista de Ultraleves, revestindo-se, assim, de particular importância no incremento dos níveis de segurança aeronáutica e como ferramenta de desenvolvimento da capacidade de resposta face a um eventual acidente ou incidente que ocorra nas suas infraestruturas ou na área adjacente.

No Plano de Emergência está definida a Estrutura Operacional de Resposta (sistema de alarme e comunicações; níveis de alerta), a implementação do Centro de Operações de Emergência e o Posto de Comando Operacional e os Procedimentos Operacionais de cada entidade envolvida de forma a assegurar uma resposta rápida e coordenada de todos os intervenientes internos e externos à Pista.

A execução deste tipo de exercício permitiu testar os tempos de resposta do Serviço de Brigadas e a coordenação com os meios exteriores de reforço do Corpo de Bombeiros de Pombal e ainda verificar a sua capacidade de integração com as necessidades decorrentes da especificidade de uma resposta a um acidente dentro do espaço aeroportuário.

Como cenário foi simulado um acidente com um Helicóptero Bombardeiro Médio ao serviço da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil com uma brigada helitransportada da UEPS a bordo, no seu regresso à base para reabastecimento, perdeu potência e despenhou-se na pista de estacionamento dedicada a aeronaves de asa rotativa, provocando um ferido em estado grave, um ferido ligeiro e os restantes saíram ilesos.

O exercício contou com a participação de diversas entidades, serviços e organizações, que intervieram de acordo com as suas responsabilidades na operacionalização do Plano de Emergência Para Aeronaves da Pista de Ultraleves do Casalinho (Pombal). Nomeadamente, os Bombeiros Voluntários de Pombal, Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil – Comando Distrital de Operações de Socorro de Leiria, Guarda Nacional Republicana, Instituto Nacional de Emergência Médica, Município de Pombal (designadamente Serviços Municipais de Proteção Civil e técnicas da Unidade de Desenvolvimento Social).

Fonte: GC|CMP

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.