Edição: 249

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/8/2

Promovidos pelo Politécnico de Leiria, ACES Pinhal Litoral e Município de Leiria

Carta dos Direitos e Deveres do Utente do SNS e folheto sobre Vespa Asiática em multiformato apresentados em Leiria

Célia Sousa

O Centro de Recursos para a Inclusão Digital (CRID) da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais (ESECS) do Politécnico de Leiria, o Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Pinhal Litoral e a Câmara Municipal de Leiria apresentam no dia 21 de maio, sexta-feira, às 16h00, no auditório 2 da ESECS, a Carta dos Direitos e Deveres do Utente do Serviço Nacional de Saúde e o folheto relativo à Vespa Asiática, ambos em multiformato.

Este é um projeto promotor de literacia em saúde, possibilitando a toda a comunidade e a grupos vulneráveis em particular – como pessoas com deficiência visual, baixa visão, incapacidade intelectual e limitações de outra natureza –, informação relativa aos direitos e deveres dos usuários do Serviço Nacional de Saúde e informações importantes relativas à Vespa Asiática para a população.

«Estas publicações surgem de uma troca de experiências entre as três entidades e traduz-se no agir, resultado da ampliação do conhecimento das várias ciências e filosofias humanas, enriquecedoras e construtivas de um saber capaz de ver mais além do que os olhos veem, maximizando o saber individual em prol do outro», refere Célia Sousa, professora na ESECS e coordenadora do CRID.

As publicações apresentam uma linguagem simples, com escrita aumentada, ilustrada por pictogramas, braille, áudio e Língua Gestual Portuguesa, abordando todo o enquadramento legal associado à carta dos direitos e deveres do utente. O documento pretende funcionar como um suporte de apoio aos utilizadores dos cuidados de saúde, mais especificamente para os grupos vulneráveis. O folheto relativo à Vespa Asiática aborda informações importantes, entre outros aspetos, a identificação da vespa, identificação dos ninhos e sua localização, cuidados a ter e como atuar em caso de picadas.

As unidades de saúde deverão estar cada vez mais despertas e atentas às necessidades da população em geral e dos grupos de risco em particular, desenvolvendo iniciativas de melhoria contínua de acessibilidade dos serviços de saúde, bem como intervenções na área da prevenção, promoção e proteção da saúde.

O evento será transmitido em: https://www.youtube.com/channel/UCicjl7ixf_h8DbjhO5C_WrA

*Nota: a capacidade do auditório é de 85 pessoas.

Fonte: Midlandcom

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.