Edição: 249

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/8/2

Através de uma candidatura a fundos europeus

Câmara defende a valorização noturna do Mosteiro da Batalha e propõe projeto de iluminação exterior para o monumento

Mosteiro de Santa Maria da Vitória

“O Mosteiro da Batalha, monumento nacional e que integra a Lista do Património da Humanidade definida pela UNESCO, desde 1983, é uma das mais belas obras da arquitetura europeia e ponto de interesse científico e de atração turística para Portugal”. “A sua conservação e valorização constitui uma opção estratégica, pelo que a situação de elevada degradação e insuficiente iluminação do Monumento é motivo de forte preocupação para o município da Batalha”, esclarece o autarca Paulo Batista Santos.

Tal como é referido por especialistas em património e arquitetos, a iluminação artificial é um instrumento que, devidamente utilizado, poderá ter um papel fundamental não só na valorização do património como na requalificação dos centros históricos. Nesse sentido, ainda recentemente se pronunciou a Arquiteta Diana Del-Negro, Mestre em Recuperação e Conservação do Património Construído, especialista em Iluminação do Património e Doutoranda na UCL Bartlett School of Graduate Studies, Reino Unido, referindo que “as características seletivas da luz artificial, permitem alterar as formas e hierarquias da arquitetura, oferecendo uma oportunidade única de realçar e transformar edifícios e espaços por vezes irreversivelmente deformados pelo tempo ou por más intervenções”.

Consciente da importância desta intervenção, a Câmara Municipal da Batalha encontra-se a desenvolver contactos com conhecidos especialistas em iluminação do património e solicitou reunião com o Diretor-Geral do Património Cultural, Bernardo Alabaça, a que pretende apresentar um projeto de valorização noturna do monumento, “como forma de tornar ainda mais especiais as caraterísticas únicas do Mosteiro da Batalha, bem assim melhorar as condições de iluminação e segurança do espaço público envolvente ao monumento”, refere o autarca.

Nesse âmbito, o presidente da Câmara apresenta a disponibilidade do Município em liderar uma candidatura a fundos europeus que coloque o monumento e evidência em relação ao seu contexto e reforce o reconhecimento mundial deste património.

  Fonte: MB

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.