Edição: 249

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/8/2

Na categoria de “2.º e 3.º Ciclos”

Agrupamento de Escolas de São Martinho do Porto vence concurso de cinema promovido pela Rede Cultura 2027

Entrega de prémios

No dia 1 de junho, realizou-se no Teatro José Lúcio da Silva, Leiria, a cerimónia de entrega dos prémios do concurso escolar de cinema “Gentes e Lugares”, no qual o Agrupamento de Escolas de São Martinho do Porto venceu na categoria de “2.º e 3.º Ciclos”.

O filme vencedor “Entrevista ao Ti Luís” foi produzido pela turma do 9ºA que deu a conhecer uma das figuras mais acarinhadas pela comunidade são-martinhense, com grande tradição marítima e piscatória.

“É para o Município de Alcobaça, uma grande honra ver o trabalho artístico e criativo das nossas escolas ser distinguido entre os vários trabalhos a concurso oriundos de 26 municípios. O Agrupamento de Escolas de São Martinho do Porto está de parabéns. Sinto imenso orgulho da comunidade educativa do concelho, sempre disponível para participar em projetos de cidadania, nos quais a criatividade é sempre notória”, sublinha a Vereadora da Cultura e Educação, Inês Silva.

O concurso, integrado no Programa de Educação da Rede Cultura 2027, visa envolver a comunidade escolar na divulgação de pessoas e lugares que marcam o território dos 26 municípios da Rede Cultura 2027.

Com 77 filmes a concurso e a participação de 47 escolas, foram premiados alunos dos 4 escalões, distinguidos pelo júri pelas melhores práticas criativas, avaliadas através da imagem e da criação de uma narrativa fílmica.

Todos os filmes serão disponibilizados em breve na plataforma online da Rede Cultura 2027.

    Sobre a Rede Cultura 2027

A Rede Cultura 2027, tendo Leiria como ponto de partida convoca 25 outros concelhos, (quase 10% dos concelhos de Portugal Continental, totalizando mais de 805 mil habitantes e quase 6.000 km2 de extensão) e dois politécnicos, duas dioceses e uma associação empresarial como parte inteira deste território vasto (atravessa 3 Comunidades Intermunicipais: Leiria, Oeste e Médio-Tejo), diverso e, porém, naturalmente coerente, porque portador de um sentido comum. O sentido de, mais do que apenas mais uma candidatura a capital Europeia da Cultura, sermos uma efetiva Rede Cultura que vai de Sobral do Monte Agraço, às portas de Lisboa, a 178 km a norte, até Castanheira de Pera, já na fronteira com Coimbra, unindo ainda o litoral popular da Nazaré à história aristocrata do Cadaval, geminando as Torres Novas com as Vedras; e envolvendo 3 Comunidades Intermunicipais, 3 Lugares Património Mundial, 3 Cidades Criativas, 3 Cidades de Aprendizagem e 2 Cátedras da UNESCO.

 Fonte: GRPP|CMA

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.