Edição: 248

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/7/29

Para os próximos 10 anos

Câmara aprova Plano Estratégico Municipal da Cultura para o Concelho de Leiria

m|i|mo- Museu da Imagem em Movimento

 O Plano Estratégico Municipal da Cultura para o Concelho de Leiria, com o horizonte definido para os próximos 10 anos, foi aprovado por unanimidade esta terça-feira, 8 de junho, em reunião da Câmara Municipal de Leiria, e será agora submetido à próxima Assembleia Municipal para aprovação.

Assumida pelo Município como uma área estruturante para o processo de desenvolvimento sustentável do concelho, a cultura tornou-se mais recentemente um fator determinante do processo de cooperação municipal no contexto da região, reforçado pela decisão conjunta de 26 municípios de apresentarem uma candidatura de Leiria ao título de Capital Europeia da Cultura (CEC) em 2027.

Unidos pelo Manifesto – Rede Cultura 2027, assinado em 2019, os 26 municípios das Comunidades Intermunicipais da Região de Leiria, do Oeste e do Médio Tejo (neste caso só em parte) decidiram, desde 2015, reunir esforços e cooperar no sentido de promover uma candidatura regional a esta distinção europeia. No decurso deste processo, e cumprindo os requisitos que as candidaturas a CEC implicam, de existência de uma estratégia cultural para a cidade que se prolongue para além do ano do título, o Município de Leiria tomou a decisão, no final de 2019, de promover a elaboração do presente Plano Estratégico Municipal da Cultura para o Concelho de Leiria.

O plano constitui-se como uma estratégia de intervenção e cooperação municipal que assenta numa visão de Leiria para o ano de 2030: Leiria, território de múltiplas heranças que aposta nos valores da criatividade, do diálogo e da diversidade, favorece um setor cultural e criativo qualificado e assegura a plena expressão artística e cultural aos cidadãos.

Sublinha-se o facto de a validação da candidatura a Capital Europeia da Cultura implicar uma visão de longo prazo, que prepare e vá além do ano da celebração de Capital Europeia, e que implique um compromisso de toda a comunidade numa visão comum, o que esta provação vem consolidar.

Este Plano Estratégico resultou de um processo participado pela comunidade artística e cultural do concelho, através de dezenas de reuniões realizadas em Juntas de Freguesia, no Estádio Municipal e online, apresentação, discussão e recolha de contributos no Conselho Municipal da Cultura, tendo sido, por duas vezes, objeto de consulta pública.

    Fonte: GRPG|CML

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.