Edição: 248

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/7/29

Especialistas avaliam doentes suspeitos de patologia psiquiátrica decorrente da Covid-19

Consulta de Psiquiatria pós-Covid já está disponível no Centro Hospitalar de Leiria

Hospital de Santo André

O Centro Hospitalar de Leiria (CHL) disponibiliza desde o dia 11 de junho uma consulta de Psiquiatria de follow-up a doentes internados por infeção por SARS-CoV-2, seguidos em consultas pós-infeção por Covid-19. A nova consulta semanal permite a avaliação diagnóstica e respetivo tratamento de doentes que tiveram alta de internamento em Serviços do CHL por Covid-19, e em que se suspeite de eventual patologia psiquiátrica decorrente dessa infeção.

«Tendo o Serviço de Medicina Interna organizado uma resposta de seguimento aos doentes Covid-19 internados no Serviço, rapidamente se aperceberam das importantes complicações psiquiátricas presentes numa percentagem significativa desses doentes, o que desafiou o nosso Serviço a estruturar a melhor intervenção junto desta população», enquadra Cláudio Laureano, diretor do Serviço de Psiquiatria e Saúde Mental do CHL. «Dado o impacto negativo da doença Covid-19 na saúde mental dos doentes, é importante um rastreio para identificar doentes acometidos por doença mental pós-Covid e a adequada intervenção e seguimento da área da Psiquiatria e Saúde Mental.»

Além das complicações médicas (respiratórias, trombóticas, neurológicas e outras) que a doença Covid-19 provoca, verifica-se também o desenvolvimento de patologia mental causadora de disfunção, perda de autonomia e sofrimento psíquico muito significativo. A patologia mental pós-Covid pode manter-se, ou surgir, após vários meses.

Vários estudos com diferentes populações mostram que uma percentagem significativa de doentes internados por Covid-19 desenvolvem o que pode ser designado por síndrome pós-Covid, caracterizada por ansiedade, depressão, perturbações do sono e quadros do tipo Perturbação de Stress Pós-Traumático, a que acrescem a fadiga e a perda de autonomia. Verificam-se ainda dificuldades de concentração, problemas mnésicos, perturbação das capacidades executivas e redução do rendimento e produtividade.

A primeira consulta é realizada quatro meses após alta hospitalar, onde são avaliados vários sintomas, o estado clínico atual, o historial social do doente e antecedentes familiares, a aplicação de várias escalas de avaliação de várias patologias do foro psiquiátrico, entre outros indicadores.

A segunda consulta é realizada quatro meses depois da primeira, para uma reavaliação psicopatológica, e a terceira consulta ocorre quatro meses depois, com nova avaliação, e onde o doente poderá ter alta, caso apresente remissão dos quadros ango-depressivos ou outros, previamente diagnosticados. Caso contrário, pode continuar a ser seguido na Psiquiatria, e pode ter consultas de outras especialidades, se for considerado necessário.

Fonte: Midlandcom

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.