Edição: 248

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/7/29

Região de Leiria apresenta uma taxa de incidência próxima a 120 casos por cem mil habitantes nos últimos 14 dias

Autarca da Batalha reclama maior flexibilidade e recursos humanos no apoio ao processo de vacinação da Covid-19

Reunião dos presidentes da Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria

O presidente da Câmara da Batalha, Paulo Batista Santos, considerou, no dia 6 de julho, que a situação do concelho e da região de Leiria em termos de covid-19 “exige um esforço coletivo de todos” e defendeu que se justificava uma maior flexibilidade no reforço dos profissionais de saúde no apoio à vacinação, a bem da atividade económica e do controlo da pandemia.

Recorde-se que o Município da Batalha reclama o reforço de pessoal médico e de enfermagem no apoio à vacinação, através do recurso ao voluntariado ou de contratação externa de profissionais de saúde, tendo a Administração Regional de Saúde do Centro (ARS-C), alegado a falta de enquadramento legal para a contratação de médicos ou enfermeiros no apoio à vacinação da covid-19.

O vice-presidente da Comunidade Intermunicipal da região de Leiria e presidente da câmara municipal, desde maio passado que reclama a possibilidade de reforço de profissionais afetos à vacinação e aumento do número de dias de funcionamento do Centro de Vacinação da Batalha.

Paulo Batista Santos, sublinhou que, neste momento, “o Centro de Vacinação Batalha apenas funciona dois dias por semana, quando existem condições para inoculação de vacinas todos os dias e a necessidade de aumentar os níveis de proteção da população local”. “Para este objetivo, a Câmara Municipal regista o voluntariado de enfermeiros e médicos reformados e está disponível para contratar mais profissionais que garantam o apoio à população”, acrescenta o edil da Batalha.

Esta terça-feira, em reunião da Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria (CIMRL) realizada no município da Batalha, os autarcas dos dez municípios da CIMRL decidiram reiterar junto do Governo e da Administração Regional de Saúde do Centro a exigência de incrementar o número de profissionais disponíveis para o processo de vacinação, medida que consideram urgente para o controlo da pandemia e do aumento do número de casos na região.

Segundo a atualização hoje divulgada pela Direção-Geral de Saúde, a região de Leiria no seu conjunto à data de 5 de julho de 2021 apresenta uma taxa de incidência próxima a 120 casos por cem mil habitantes nos últimos 14 dias, situação considerada de alerta e suscetível de medida adicionais.

    Fonte: MB

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.