Edição: 248

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/7/29

Leiria aposta numa Estratégia Cultural Municipal com ambição europeia

Assembleia Municipal de Leiria aprova o Plano Estratégico da Cultura por unanimidade

Leiria vista do Palácio do Castelo

Depois da aprovação pelo Executivo Municipal, a Assembleia Municipal de Leiria sufragou por unanimidade esta sexta-feira, dia 9 de julho, o Plano Estratégico Municipal da Cultura.

“Hoje, 9 de julho, é um dia em que Leiria avança, com um passo simultaneamente firme e largo, rumo ao seu desenvolvimento e consequente afirmação enquanto cidade europeia de cultura, por isso candidata – enquanto porta-estandarte da Rede Cultura 2027 e de todos e cada um dos 26 Municípios, da Diocese de Leiria-Fátima, da NERLEI – Associação Empresarial da Região de Leiria e de ambos os Institutos Politécnicos de Leiria e de Tomar – a Capital Europeia da Cultura 2027, ano em que uma cidade portuguesa portará este título pela derradeira vez”, refere o executivo municipal.

Depois da aprovação em sede de Executivo Municipal, coube à Assembleia Municipal consagrar uma sua Sessão Extraordinária à extraordinária votação por unanimidade deste documento também ele extraordinário: o Plano Estratégico Municipal da Cultura que orientará toda ação cultural municipal na próxima década e terá consequências bem para além dela. Um Plano que os profissionais que o elaboraram, a consultora Quaternaire, conseguiu que fosse amplamente discutido e participado, mesmo em contexto marcadamente adverso, o que só podemos louvar energicamente. Através deste voto, os representantes de todos os leirienses convergem numa condição e numa convicção políticas essenciais para uma candidatura vencedora a Capital Europeia da Cultura 2027.

“A unanimidade na aprovação do Plano Estratégico Municipal da Cultura é uma condição sine qua non à apreciação positiva de todas as cidades candidatas a Capital Europeia da Cultura mas, neste caso que protagonizamos e que, por isso conhecemos como ninguém, é bem mais do que isso. É uma fortíssima convicção de que, na diversidade política que, feliz e democraticamente, caracteriza a nossa comunidade e assim naturalmente se espelha no seu parlamento municipal, todos os leirienses dizem em uníssono “somos uma cidade europeia de cultura que o quer ser ainda mais e por isso conscientemente e coletivamente mobiliza um território mais vasto do que o seu e populações mais amplas do que as suas para ser candidata a Capital Europeia da Cultura em 2027”, realça a edilidade.

Assim, “nada melhor do que este momento podia celebrar o tanto já realizado pela Rede Cultura 2027 nos mais de dois anos de atividade de tecelagem cultural de um território longo de 180km entre os seus extremos, amplo de mais de 5.800km2 que atravessam 3 Comunidades Intermunicipais (Leiria, Oeste e Médio Tejo), cheio de mais de 800.000 cidadãos, e reconhecido pela UNESCO nos seus 3 Lugares Património Mundial, nas suas 3 Cidades Criativas, nas suas 3 Cidades de Aprendizagem e nas suas 2 Cátedras. E nada melhor do que este momento para dar novo alento a que este trabalho continue, agora com uma renovada ambição, rumo ao cumprimento bem-sucedido do exigente calendário (entrega da candidatura até novembro próximo) e à forte competição (10 outros candidatos) que a nossa candidatura comum a Capital Europeia da Cultura enfrenta para vencer, sendo tudo o que é e tudo o que quer ser e nada menos do que isso mesmo”, conclui.

A Câmara Municipal de Leiria anuncia ainda que, dia 30 de julho, às 17h, no Castelo de Leiria apresentá as vozes, os rostos, as prioridades e as etapas da candidatura da Rede Cultura protagonizada por Leiria a Capital Europeia da Cultura 2027.

    Fonte: GRPG|CML

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.