Edição: 248

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/7/29

Candidatura independente apresentou candidatos à Câmara e à Assembleia Municipal, em cerimónia pública na Golpilheira.

Movimento “Batalha é de Todos” destaca alteração do PDM e apoio às famílias e empresas como prioridades

Candidatos à Câmara Municipal da Batalha

O Movimento Independente “Batalha é de Todos” apresentou as suas listas de candidatos à Câmara e Assembleia Municipal da Batalha. A apresentação aconteceu na Golpilheira, num recinto que se encheu de apoiantes e onde foram apresentadas as linhas orientadoras para o mandato, se o Movimento merecer a confiança dos batalhenses. Todas as medidas sanitárias em vigor foram escrupulosamente cumpridas.

A lista para a Câmara Municipal é encabeçada por Raul Castro, que sublinhou no seu discurso a urgência de mudança. “As manifestações de preocupação dos batalhenses sobre a gestão do município determinaram a convergência de vontades que deu origem a este Movimento Independente. Pessoas de diversos quadrantes políticos resolveram dizer basta. Pessoas que não procuram cargos ou carreiras políticas e que assumem o desafio cívico de contribuir para melhorar a qualidade de vida dos Batalhenses”, começou por dizer, antes de levantar o véu sobre algumas das propostas que vai apresentar aos eleitores.

A alteração do PDM é uma das prioridades. “Não podemos aceitar que tenha sido aprovada a revisão do PDM de forma atabalhoada e à pressa, que tem produzido tantos danos patrimoniais a muitas famílias”, disse. A necessidade de apoio às empresas e às famílias são outros temas prementes. “A ampliação da zona industrial da Jardoeira, bem como a criação de infraestruturas de acolhimento empresarial nas freguesias da Golpilheira, Reguengo do Fetal e São Mamede, são prioridades. As nossas empresas têm de ter capacidade para crescer e precisam de uma Câmara que perceba os empresários e as suas dificuldades, evitando ser uma força de bloqueio. A dinamização de novos projetos de apoio à infância, à juventude e à população idosa, em parceria com instituições socais, merecerão a nossa melhor atenção. A interação com todas as juntas de freguesia tem de ser uma realidade porque a Batalha é de todos”, acrescentou Raul Castro.

Vereador Carlos Monteiro integra a lista para a Câmara Municipal

Candidatos à Câmara e Assembleia Municipal da Batalha

Os restantes elementos que integram a lista para a Câmara Municipal são, por ordem alfabética: Ana Isabel Silva (Técnica Administrativa), Ana Rita Caseiro (técnica superior de Radiologia), André Silva (arquiteto), Carlos Monteiro (gestor público), Célia Ferreira (empresária), Fernando Ferreira (empresário), Luís Pereira (Vice-presidente da Federação Portuguesa de Atletismo), Maribela Vieira (empresária), Mónica Cardoso (advogada) e Tânia Jordão (enfermeira).

Com uma experiência de quase 30 anos no Município da Batalha, na administração financeira, nos recursos humanos e nos programas comunitários, Carlos Monteiro elaborou durante décadas candidaturas a fundos comunitários por parte do município. É também um reconhecido especialista na área Social.

Na sua intervenção, Carlos Monteiro destacou os motivos que o levaram a aceitar este desafio. Em primeiro lugar, as pessoas: “Aceitei este desafio pelas pessoas que estão envolvidas e que acredito que são a melhor solução para a Batalha. Sinto que existe a necessidade de mudarmos o paradigma da ação política. A Batalha tem de ser menos política e mais Batalha. Aceitei este projeto pelas pessoas que admiro, pela sua lealdade, honestidade, competência e capacidade de trabalho: António Lucas e Raul Castro. Foram estes homens que me incentivaram a chegar até aqui e que me deram forças para voltar a um projeto autárquico ao serviço dos outros. Representamos pessoas de todas as forças partidárias. Estamos acima de tudo empenhados na defesa dos interesses da Batalha”, sublinhou o candidato.

Carlos Monteiro apontou igualmente alguns caminhos a seguir nos próximos anos. “A nossa ação deve estar focalizada no apoio aos mais desfavorecidos, às jovens famílias com filhos, que necessitam de um projeto educativo robustecido e de uma ação social forte; em ações que promovam a reconversão profissional e a reintegração de desempregados; na adoção de novas medidas de combate ao isolamento dos mais idosos; no reforço dos cuidados primários de saúde; no rejuvenescimento do sistema de abastecimento público de água. E numa aposta essencial na modernização e instalação de novas infraestruturas de acolhimento empresarial, de modo a corresponder à força empreendedora já demonstrada pelos nossos empresários. Sem esse apoio, a nossa terra perde valor e os jovens não se fixam”, adiantou.

Joaquim Ruivo apresentou lista para a Assembleia Municipal

Para a Assembleia Municipal, a lista é liderada por Joaquim Ruivo, diretor do Mosteiro da Batalha. “Esta é uma lista marcada por uma grande riqueza: a diversidade. Estão perante vós candidatos com percursos diversificados, de grande competência técnica e experiência de vida, de jovens e mais velhos, de gente com provas dadas na sua vida profissional e associativa, representando as várias freguesias do concelho”, disse Joaquim Ruivo, antes de apresentar os restantes elementos da lista.

A lista é formada por Armando Rosa (advogado), Célia Cadima (professora), José Filipe (administrativo), Elsa Libânio (advogada), Octávio Vilaça (economista), Telmo Ferreira (empresário), Lina Oliveira (contabilista), Valter Cardoso (empresário), Arlindo Marques (gestor), Cristiana Moreira (solicitadora), Carlos Jordão (aposentado), Tiago Ceiça (topógrafo), Maria João Oliveira (formadora na área de desenvolvimento humano), Nuno Moço (consultor informático), Helena Barreiros (professora aposentada), Pedro Gil (bancário), Sofia Ligeiro (auditora), João Bastos (empresário), Marco Melo (empresário) e Edna Jordão (psicóloga). Os suplentes são Fátima Gaspar (professora), Rogério Capela (empresário), António Rebelo (empresário), Célia Ferreira (diretora de marketing), João Barreiros (Engenheiro técnico agrário aposentado), Nuno Miguel Teixeira (barbeiro), Ana Caseiro (chefe de cozinha), Joana Carreira (assistente de loja), João Carvalho (consultor imobiliário), Armanda Cristino (consultora de comunicação), Armando Silva (encarregado geral/aposentado) e Afonso Marques (estudante universitário).

António Lucas: “Vamos ser um município de portas abertas”

Coube a António Lucas, mandatário da candidatura, encerrar a sessão de apresentação. “Estamos aqui porque achamos que o projeto que tem estado a gerir o município da Batalha não é o mais adequado. Apresentamos novas ideias, porque achamos que são melhores para a nossa população. Temos gente mais competente, mais capaz e com mais disponibilidade para colocarmos as ideias ao serviço da população, das empresas e do concelho”, considerou António Lucas.

Vamos ser um município de portas abertas para estar ao serviço da população. Os batalhenses merecem ter no município e nas freguesias gente que os respeite, que olhe para eles, que os dignifique e que ajude a resolver os seus problemas. É para isso que este Movimento apareceu”, concluiu o mandatário.

   Fonte: MIBT

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.