Edição: 248

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/7/29

Jorge Coelho, Carlos Bernardes, João Ataíde das Neves e Almeida Henriques

Turismo do Centro homenageou personalidades da região recentemente desaparecidas

Carlos Bernardes foi um dos homenageados da noite

O Turismo Centro de Portugal homenageou, no dia 15 de julho, várias personalidades que se destacaram em benefício da atividade turística, numa cerimónia emotiva em que se recordaram pessoas que desapareceram recentemente. A ocasião serviu também para entregar os prémios anuais da Turismo Centro de Portugal. A cerimónia foi marcada pela recordação de personalidades já desaparecidas que muito fizeram pelo turismo na região, como elas Jorge Coelho (político, gestor e empresário), Carlos Bernardes (presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras), João Ataíde das Neves (deputado, secretário de Estado e presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz) e António Almeida Henriques (secretário de Estado e presidente da Câmara Municipal de Viseu). Foram também entregues os prémios anuais do Turismo do Centro.

No início da cerimónia, que decorreu na Quinta das Lágrimas, em Coimbra, o presidente da Câmara Municipal de Coimbra, Manuel Machado, dedicou algumas palavras de otimismo para o retomar da atividade turística, que diz já se sentir nas ruas da sua cidade. “Importa não perder a esperança e confiar na Ciência, acreditando que melhores dias virão e que o Turismo voltará a gerar riqueza nos nossos territórios. Apesar das dificuldades e das restrições, os setores da hotelaria, da restauração e do comércio têm conseguido resistir. Merecem, por isso, o nosso público agradecimento e reconhecimento”, frisou.

Pedro Machado, presidente da Turismo Centro de Portugal, destacou o facto de que as distinções ontem atribuídas “não são apenas prémios de reconhecimento e de mérito”. “O que aqui celebramos é a marca Centro de Portugal. Uma marca com um percurso notável nos últimos anos, que foi capaz de ganhar o seu próprio posicionamento no contexto nacional e internacional, num percurso que nos honra e orgulha a todos”, considerou.

“Anualmente, reconhecemos aqueles que se destacaram do ponto de vista do empreendedorismo e académico. Hoje, quisemos também homenagear personalidades que de alguma forma emprestam a sua notoriedade à marca Centro de Portugal. E quisemos também homenagear a memória associada ao arrojo, à coragem e ao trabalho das personalidades que homenageamos a título póstumo. Foram personalidades inesquecíveis e continuamos a contar com o legado que nos deixaram”, acrescentou Pedro Machado.

Igualmente presente na cerimónia, a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, deixou uma mensagem de ânimo e conforto para todos os presentes. “Celebrámos pouco no ano passado, celebramos ainda muito pouco este ano e precisamos de celebrar mais. O Turismo é um setor de afetos, um setor de pessoas para pessoas. Deixo uma palavra de ânimo para quem hoje vê o seu trabalho ser reconhecido e para todos nós, que temos de dar o nosso melhor para sairmos destes tempos difíceis”, sublinhou a governante.

Uma homenagem aos que já partiram…

A entrega de prémios começou com um momento particularmente tocante quando, na presença dos familiares, foram homenageadas personalidades que já não estão entre nós e que muito fizeram pela região Centro de Portugal. Foram elas Jorge Coelho (político, gestor e empresário), Carlos Bernardes (presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras), João Ataíde das Neves (deputado, secretário de Estado e presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz) e António Almeida Henriques (secretário de Estado e presidente da Câmara Municipal de Viseu).

… uma homenagem aos que dão o seu melhor pela região

Foram igualmente distinguidas pessoas e instituições que levam mais longe a marca Centro de Portugal a nível turístico. Este ano, os prémios foram atribuídos à Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas, na figura da sua presidente, Olga Cavaleiro; à Associação da Rota da Bairrada, com Jorge Sampaio a receber a distinção; ao chef Diogo Rocha, do restaurante premiado Mesa de Lemos; e ao músico, compositor e intérprete José Cid, que celebra 60 anos de carreira e que presenteou a audiência com a interpretação de dois temas, ao piano.

… e aos empreendedores e académicos

José Cid

Finalmente, foram entregues os prémios anuais da Turismo Centro de Portugal: o Prémio José Manuel Alves – Concurso de Empreendedorismo Turístico e o Concurso de Teses Académicas, que premeia as melhores teses de doutoramento e mestrado no âmbito do Turismo.

O júri final da 6.ª edição dos Prémios José Manuel Alves agraciou três candidatos. O projeto “Contigo, Há Descoberta”, de Maria José Fonseca, presidente da ASTA – Associação Sócio Terapêutica de Almeida, foi o grande vencedor. Esta é uma iniciativa desenvolvida na Aldeia Histórica de Almeida, em que pessoas com deficiência trabalham ativamente num projeto de turismo social e de natureza.

Na segunda posição ficou o projeto “Escape Out”, de Hélder Duarte, que  leva para o exterior o conceito de “Escape Rooms”, fomentando os passeios e caminhadas pelas cidades e dando a conhecer as zonas históricas dos espaços urbanos apenas com o telemóvel e em família ou com o grupo de amigos.

O terceiro lugar foi para o projeto “GUIA – Guia de Utilização Interativa Aplicado ao Turístico do Estrela Geopark”, da Associação Geopark Estrela. Este projeto visa uniformizar a informação da oferta turística de todo o território do Estrela Geopark numa só plataforma, permitindo aos visitantes a construção de itinerários de acordo com os seus interesses.

O júri do 5.º Concurso de Teses Académicas premiou, como autora da melhor Tese de Mestrado, Ana Martins Maia, com a tese “Fatores Críticos de Sucesso em Estabelecimentos Hoteleiros: o Caso das Pestana Pousadas de Portugal”. A melhor Tese de Doutoramento foi para “Sistemas de Gestão de Destinos Turísticos: Contribuições para a sua Adoção e Implementação”, da autoria de João Pedro Estêvão.

Sobre o Turismo Centro de Portugal

O Turismo Centro de Portugal é a entidade que estrutura e promove o turismo na Região Centro do país. Esta é a maior e mais diversificada área turística nacional, abrangendo 100 municípios, e tem registado um intenso crescimento da procura interna e externa. É a região a escolher para quem pretende experiências diversificadas, pois concilia locais Património da Humanidade com a melhor costa de surf da Europa, termas e spas idílicos, locais de culto de importância mundial e as mais belas aldeias.

Fonte: TCP e PV

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.