Edição: 248

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/7/29

Município, Politécnico de Coimbra e “Ads Territórios” abrem curso “Interpretação da Natureza e dos Espaços Rurais

Politécnico de Coimbra cria o 1º Curso Técnico Superior Profissional no concelho de Ourém

António Lopes, Luís Miguel Albuquerque e Jorge Conde

O Município de Ourém, o Instituto Politécnico de Coimbra e a “Ads Territórios”  assinaram, no dia 15 de julho, no Salão-nobre do Edifício-sede do Município de Ourém, um protoloco de colaboração com vista à abertura do Curso Técnico Superior Profissional “Interpretação da Natureza e dos Espaços Rurais”, em Fátima.

Luís Miguel Albuquerque abriu a cerimónia destacando o apoio dado a esta iniciativa, realçando a “velha ambição” de Ourém captar oferta de Ensino Superior e reiterando a resposta positiva dada, desde o primeiro momento, ao desafio lançado pela “Ads Territórios” e pela Escola Superior Agrária de Coimbra, no sentido de criar esta oferta educativa.

Em Conferência de Imprensa levada a cabo para o efeito, procederam à assinatura do referido protocolo, para além do presidente da Câmara Municipal, António Lopes, presidente da “Ads Territórios” e Jorge Conde, presidente do Instituto Politécnico de Coimbra.

António Lopes, presidente da “Ads Territórios”, usou da palavra para demonstrar a sua enorme satisfação pela parceria apresentada neste dia, agradecendo às entidades envolvidas pela forma como, em conjunto, se empenharam para erguer este projeto.

Para o presidente da “Ads Territórios” esta é a prova de que, cada vez mais, é necessário encarar iniciativas de âmbito local como forma de promover um desenvolvimento sustentável, essencial para a valorização destes territórios. Também na área do turismo, António Lopes destacou o papel essencial que iniciativas em espaço rural e de natureza podem ter, alavancando outros projetos que permitam combater assimetrias existente.

Já para Jorge Conde, presidente do Instituto Politécnico de Coimbra, esta parceria é mais um passo na estratégia de descentralização que o Instituto Politécnico de Coimbra tem vindo a desenvolver, também, como forma de combater muito do desinteresse dos jovens pelo ensino superior superior ou, por vezes, a impossibilidade financeira de as famílias assegurarem a sua deslocalização.

Jorge Conde não escondeu ainda a sua satisfação pelo acordo alcançado, destacando o CTeSP “Interpretação da Natureza e dos Espaços Rurais” como uma oportunidade e mais-valia para as populações locais mas também, para a progressão académica dos jovens e público em geral.

Já em período aberto à comunicação social presente, João Noronha, presidente da Agrária de Coimbra teve oportunidade de apresentar brevemente o curso, assinalando o benefício evidente que é poder desenvolvê-lo num território com as caraterísticas de Fátima/Ourém. O objetivo é, muito sumariamente, dotar os formandos de conhecimentos do espaço rural e natural que lhes permita conceber um conjunto de ofertas, entre elas trilhos ou outros projetos, em espaços rurais, em muito numa lógica de complementaridade ao setor do turismo.

O CTeSP “Interpretação da Natureza e dos Espaços Rurais” funcionará no Espaço Fatimae, em Fátima e terá a duração de 2 anos. Terá uma componente teórico-prática de 3 semestres e outra, de estágio profissional com a duração de 6 meses.

Mais informações e inscrições no portal da ESAC.

 

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.