Edição: 248

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/7/29

Pombal

Diretora Regional de Cultura do Centro inaugura exposições “Em Dias de Bodo”

Suzana Menezes

A Diretora Regional de Cultura do Centro, Suzana Menezes, presidirá esta sexta-feira, 23 de julho, à sessão solene de abertura de “Em Dias de Bodo”, inaugurando as várias exposições que estarão patentes ao público nos diversos espaços públicos da cidade.

“Em Dias de Bodo” pretende assinalar os dias em que, tradicionalmente, se realizariam as seculares Festas do Bodo, mas que o atual contexto de pandemia SARS-CoV-2 não permite, exigindo um elevado e cuidadoso critério de segurança e saúde pública.

A sessão solene está agendada para as 17h00 nos Paços do Concelho, sendo lançado na ocasião um poster alusivo aos 250 anos da atribuição do título de Marquês de Pombal a Sebastião José de Carvalho e Mello, numa edição conjunta dos municípios de Pombal e Oeiras. Trata-se da reprodução do óleo sobre tela de autoria de Anatolie Neagu (2016) que reproduz a obra de LouisMichel Van LOO e Claude Joseph Vernet, datada de 1766.

Segue-se a inauguração da exposição fotográfica “Pombal por Pombal”, com curadoria de João Ferreira, nos Claustros dos Paços do Concelho, bem como a apresentação do documentário “Memórias das Festas do Bodo”, produzido pela Associação Cultural Costumes e Diálogos.

O programa prosseguirá com uma visita ao roteiro das Figuras com História: Luís de Vasconcelos e Sousa (Conde Castelo Melhor), Maria Fogaça, Gualdim Pais (mestre da Ordem do Templo) e Sebastião José de Carvalho e Melo (Marquês de Pombal).

O projeto tem como objetivo principal, fomentar e potenciar o desenvolvimento turístico associado ao concelho de Pombal na vertente do turismo cultural, tendo em conta o património cultural e imaterial existente, através da implementação de suportes informativos capazes de dar a conhecer algumas personalidades locais, os acontecimentos, as tradições e os mitos relevantes para a

História de Pombal.

“Em Dias de Bodo… O retrato de vivências, do tradicional ao contemporâneo”, é a exposição que estará patente no Largo do Cardal, e convive entre o Gafanhoto tridimensional ali instalado e a performance interativa de autoria de Nuno Mika. “-Cloud_ cobertura interativa” será uma performance de laser que colocará as ruas Capitão Tavares Dias e Almirante Reis com nuvens entre três e quatro metros do solo através de vapor de água e lasers. Essas nuvens movem-se, fazendo com que as pessoas criem uma diferente relação com espaço ao longo da rua

No seguimento da enorme devoção dos pombalenses a Nossa Senhora do Cardal que, perante as suas aflitivas preces, libertou os campos da praga de gafanhotos que assolava a nossa região, a palavra Bodo significa, na sua origem, a distribuição solene de alimentos aos mais necessitados, conforme se verificou com a partilha da enorme fogaça à população, após o milagre do forno.

Do povo para o povo, as tradicionais e centenárias Festas do Bodo esgotam-se no tempo. A sua popularidade ainda hoje perdura e mesmo nos anos em que não se celebraram, nunca deixaram de estar presentes no espírito dos pombalenses, assumindo-se como as festas mais importantes do concelho e demonstrando ser um momento de reencontro e partilha.

Estas são as memórias que podem ser observadas e que revelam um Pombal simples e humilde, mas rico na sua afetividade e tradição… um retrato das vivências em dias de Bodo, do tradicional ao contemporâneo.

Já no Arquivo Municipal, estará patente a exposição “Trazemos à Memória… Noites de Pombal na Cultura do Bodo com o Grupo Coral Misto”.

A Diretora Regional de Cultura do Centro terá ainda a oportunidade de visitar as exposições “A Força da Luz”, na Casa Varela, que reúne pinturas de Paulo Damião, Media Art de Diogo Mendes e fotografias de Telmo Mendes.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.