Edição: 250

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/9/22

Novo modelo de organização e de gestão assistencial já está em vigor

Centro Hospitalar de Leiria reformula serviço de urgência geral com criação de equipa médica fixa

Hospital de Santo André

O Centro Hospitalar de Leiria (CHL) implementou recentemente um novo modelo de organização e de gestão da área assistencial no Serviço de Urgência Geral (SUG), que visa reduzir os principais problemas que interferem com a boa prestação de cuidados aos utentes, com a constituição de uma equipa interna fixa de dez médicos generalistas para o Serviço de Urgência, das 08h00 às 22h00, de segunda a sexta-feira, com a possibilidade de alargamento no futuro se o modelo obtiver os resultados estimados. As equipas médicas generalistas do Serviço de Urgência Geral eram asseguradas diariamente 24h/24h por prestadores de serviços médicos generalistas nas três unidades hospitalares (Leiria, Pombal e Alcobaça).

Com a alteração desta parte da equipa de médicos inicia-se também a implementação de um conjunto de procedimentos que visam uma redução do tempo até diagnóstico e orientação clínica do utente, pretendendo-se ainda reduzir o tempo até identificação de quadros clínicos de maior gravidade.

«A contratação de médicos pelo CHL e sua alocação ao SUG confere estabilidade às equipas. Permite uma adaptação e envolvimento com a instituição e melhora a articulação com os pares», refere Cláudio Quintaneiro, diretor do Serviço de Urgência Geral do CHL, e promotor desta solução, deliberada pelo Conselho de Administração da instituição no dia 16 de junho.

A ligação destes profissionais ao CHL terá ainda outros ganhos, uma vez que, implementada na sua totalidade, contribuirá para otimizar a melhor gestão de recursos especializados. «Com o devido tempo, esta mudança é, em si, promotora de uma maior disponibilidade para as equipas de especialidade se dedicarem aos doentes mais graves», defende Cláudio Quintaneiro.

A equipa interna fixa de médicos generalistas, contratados pelo CHL, conta com um coordenador geral, que assegura o seu bom funcionamento, a elaboração de horários e a substituição de elementos em falta na escala, bem como de um coordenador de turno, que assegura a articulação dos médicos generalistas com o chefe de equipa médica hospitalar. Os prestadores de serviços médicos generalistas continuarão a dar apoio ao Serviço de Urgência entre as 22h00 e as 08h00 de segunda a sexta-feira, e das 00h00 às 24h00 aos sábados e domingos.

«Este primeiro passo é parte da solução que se pretende atingir no médio e longo prazo, melhorando a qualidade e segurança do serviço», garante o diretor do SUG. A reformulação passa também por um alerta. «Os ganhos que esta alteração traz, têm de ser acompanhados por uma sensibilização da população sobre o adequado uso deste recurso. O Serviço de Urgência hospitalar não é substituto dos cuidados de saúde primários, que é a primeira linha de recurso quando se procuram a maioria dos cuidados de saúde.»

Licínio de Carvalho, presidente do Conselho de Administração do CHL, salienta que «esta é uma aposta relevante que fazemos no Serviço de Urgência para uma gestão e funcionamento interno mais eficiente e consistente. Esperamos que o modelo já implementado alcance os resultados positivos almejados e se traduza na melhoria constante dos cuidados prestados aos nossos utentes».

Fonte: Midlandcom

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.