Edição: 250

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/9/20

SPEAK nasceu em Leiria e é um projeto social inovador de referência internacional

Politécnico junta-se ao SPEAK para aumentar competências linguísticas dos estudantes e promover integração académica

Pedro Morouço e Hugo Menino Aguiar

A Escola Superior de Educação e Ciências Sociais (ESECS) do Politécnico de Leiria e o SPEAK acabam de celebrar uma parceria que vai permitir a qualquer um dos mais de 2.500 estudantes da Escola terem acesso àquele projeto de inovação social, que visa dotá-los de ferramentas interpessoais, permitindo a integração académica e a aprendizagem de novas línguas e culturas através da livre participação nos grupos de intercâmbio.

O SPEAK, um projeto inovador de âmbito social e de referência a nível internacional, nasceu em Leiria e conta já com presença em 24 cidades de 11 países. Tem a missão de conectar migrantes, refugiados e pessoas locais nas cidades onde vivem através de experiências de intercâmbio de línguas e culturas.

A metodologia utilizada pelo SPEAK e o ambiente informal dos grupos de línguas permitem que participantes de diferentes contextos não só aprendam em conjunto, mas também explorem interesses comuns, quebrem preconceitos, barreiras e celebrem novas amizades, essenciais para o processo de integração numa nova comunidade.

Fruto desta parceria, os estudantes da ESECS vão poder juntar-se como participantes à experiência do SPEAK – aprendendo uma das mais de 15 línguas disponíveis e assim melhorando as suas competências linguísticas – ou como buddies – partilhando a sua própria língua e cultura e, desta forma, desenvolvendo competências interpessoais que são hoje fundamentais no mercado de trabalho, como por exemplo liderança, comunicação, gestão de tempo e pessoas, entre outras.

As duas opções permitem que os estudantes, locais e estrangeiros, conheçam pessoas de diversas partes do mundo a viver em Leiria, trabalhando assim a sua integração e aumentando o seu conhecimento do mundo.

O acordo foi celebrado entre o diretor da ESECS, Pedro Morouço, e o CEO e co-fundador do SPEAK, Hugo Menino Aguiar, no dia 23 de agosto de 2021. «A nossa ambição é ajudar os nossos jovens a estarem preparados para o mercado laboral. Mercado esse que é cada vez mais global e onde cada vez mais se valorizam as competências interpessoais. É isso que estamos a fazer com esta parceria: apostar nos nossos jovens», comenta Pedro Morouço.

«Juntos, podemos causar impacto na vida destes jovens e proporcionar-lhes uma oportunidade de se valorizarem a nível individual e profissional», acrescenta o diretor da ESECS, o mais antigo estabelecimento de ensino superior do distrito, que não vira as costas à importância da cultura na vida académica e procura apoiar constantemente as mais diversas atividades culturais da sua comunidade, promovidas por estudantes e professores.

Por sua vez, o CEO e co-fundador do SPEAK destaca as potencialidades da parceria entre as duas organizações. «Estamos muito entusiasmados com esta parceria. Para o SPEAK é uma oportunidade para ajudar os jovens estrangeiros que acabam de chegar à cidade de Leiria a fazer amigos e a aprender português e, ao mesmo tempo, ajudar os jovens portugueses a melhorar o seu conhecimento de línguas e do mundo, o que é fundamental para o seu futuro profissional», afirma Hugo Menino Aguiar.

O projeto tem-se destacado em Portugal como solução de integração de migrantes, pela forma como quebra estigmas, pela promoção da igualdade e pela criação de redes de suporte informal entre os participantes.

Em 2019 recebeu o terceiro prémio do concurso mundial “Chivas The Venture” e, também nesse ano, foi distinguido pela Google.org Impact Challenge on Safety como organização de referência no trabalho de integração. Foi também mencionado pelo Financial Times como um projeto de referência a utilizar tecnologia para mudança social.

     Fonte: Midlandcom

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.