Edição: 250

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/9/20

Atual sede é um edifício municipal

Banda de Alcobaça adquire terreno para construir edifício sede

Atual sede da Banda de Alcobaça

A Banda de Alcobaça – Associação de Artes assinou um contrato promessa de compra e venda para a aquisição do terreno contíguo às atuais instalações, onde irá construir um edifício que fará face às insuficiências ao nível de salas de aula e outros espaços indispensáveis ao bom funcionamento dos seus serviços. O novo edifício assegurará as condições fundamentais para a consolidação e crescimento de um projeto de referência a nível nacional. A compra do terreno tem o apoio do município de Alcobaça, que em reunião de 6 de setembro, aprovou por unanimidade um subsídio de 200 mil euros, justificando este apoio com a necessidade de dotar a instituição com condições que permitam que esta se possa afirmar ainda mais a nível nacional.

A Banda de Alcobaça – Associação de Artes, da qual fazem parte a Academia de Música de Alcobaça e Academia de Dança de Alcobaça, a Banda Sinfónica de Alcobaça e outros projetos artísticos e sociais que envolvem, anualmente, mais de 3000 alunos/utentes, devido à pouca capacidade das instalações da sede, tem vindo a “a recorrer a vários contratos de arrendamento de outros espaços que, para além de constituírem um pesado esforço financeiro, não permitem a consolidação e expansão pretendidas para um projeto educativo, artístico e cultural, que apesar das muitas provas dadas, pretende ser ainda mais ambicioso”.

Segundo a Banda de Alcobaça informou em comunicado, o apoio financeiro do município “foi decisivo para que a Banda de Alcobaça possa concluir a referida aquisição, reconhecendo assim a urgência de dar uma resposta para o presente e futuro desta instituição face à dimensão, quantitativa e qualitativa, das atividades desenvolvidas nos últimos anos, em particular no que respeita ao ensino artístico especializado de música e dança”.

Atualmente a instituição conta com a frequência de mais de 560 alunos só nos cursos de música, pelo que considera que “a aquisição do terreno é um momento histórico para a Banda de Alcobaça, constituindo mesmo a realização de um sonho antigo.” No entanto, tem “plena consciência que o passo seguinte, a obtenção de financiamento para a construção de um edifício moderno que concentre, no essencial, todas as valências já oferecidas à comunidade e que, para além do mais, possa dotar Alcobaça e a região de um novo equipamento educativo e cultural de referência, não será menos complexo”.

O executivo municipal aprovou por unanimidade o apoio o valor de 200 mil euros, tendo o vice-presidente Hermínio Rodrigues, referido que “é de inteira justiça este apoio de 200 mil euros”, justificando com todo o trabalho desenvolvido pela Banda de Alcobaça nos últimos anos e adiantando que “esta é também uma forma de requalificar o centro histórico da cidade, de dar valor e de levar mais pessoas ao centro histórico”.

Por sua vez, César Santos admitiu que apesar de considerar que “o valor é puxado, existe essa necessidade por parte da banda aumentar as suas valências e criar património na cidade”. O vereador socialista afirmou ainda que o município deve “apoiar a aquisição, a fase de obra e os seus melhoramentos”.

Carlos Bonifácio considerou que “é um projecto ambicioso, não é só a questão da compra é depois também a construção” e que concorda com o apoio porque “é um equipamento, uma infraestrutura que vai ajudar a associação a afirmar-se mais a nível nacional”, além de vir a racionalizar os meios e equipamentos da instituição, que estão dispersos. O vereador do CDS referiu ainda que a actual fachada que se encontra no espaço adquirido “tem que ser salvaguardada e preservada”.

       Mónica Alexandre

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.