Edição: 251

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/10/17

Subordinada ao tema “Respirar Arte com Sustentabilidade”

10.ª edição da Bienal de Artes Coruche - Percursos com Arte arranca este sábado

Cartaz

A abertura da 10.ª edição da Bienal de Artes Coruche – Percursos com Arte, subordinada ao tema “Respirar Arte com Sustentabilidade” vai ter lugar este sábado, dia 18 de setembro, pelas 17 horas, na Avenida do Sorraia, com a presença do presidente da Câmara Municipal de Coruche, Francisco Oliveira. A Comissão Organizadora da Bienal de Artes é constituída pelo Município de Coruche e Museu Municipal de Coruche. O certame apresenta-se repleto de animação cultural, mostras, teatro, instalações e intervenções artísticas.

O dia inaugural arranca com a cerimónia de entrega do Prémio Distinção Bienal de Coruche e, no âmbito da temática das Envolvências Locais, prossegue com a apresentação do livro infantil “Coruche, a Princesa”, da autoria de Ana Cláudia Cunha, ilustrado por Liliana Barata. Segue-se, por volta das 17h30, a visita aos Percursos com Arte da Bienal, ao longo dos quais são exibidas as dez obras finalistas das instalações a concurso, mas também intervenções artísticas, em particular instalações e pintura mural dos artistas de arte urbana Styler, Smile, Mariana Duarte Santos, Ruído e Fedor.

As intervenções nas escadarias da Vila serão dedicadas ao cinema, à música e ao património natural e cultural de Coruche. Já no arco da Rua Direita homenageiam-se os ilustres coruchenses Heraldo Bento e António da Barca. Dando continuidade ao projeto Envolvências Locais, a Bienal apresenta ainda a Mostra de Fotografia, a peça de teatro “Era uma vez… Coruche, a Princesa” pelo Grupo Poema na Vila, a estória em nove atos “Coruche, a Princesa” e diversas intervenções individuais pelo caminho.

Às 19 horas têm palco as “Estátuas Vivas”, que culminam o trabalho desenvolvido no âmbito da residência artística Valoriz’arte, integrada no eixo Lezíria Imaterial da Programação em Rede da CIMLT. Por todo o percurso existe animação de rua com os grupos Human Art e Gaiteiros da Bardoada.

Sublinhe-se que as Envolvências Locais aproximam e envolvem a comunidade do Concelho desde 2013, nomeadamente escolas, associações, fotógrafos, artesãos e artistas em torno do tema da Bienal, que este ano assenta no mote “Respirar Arte com Sustentabilidade” – força motriz dos artistas com obras em exposição, que fotografam e criam os elementos decorativos das Envolvências Locais, sensibilizando para o tema da reutilização.

Neste contexto, e também no âmbito da estória “Coruche, a Princesa”, a Vila é apresentada como princesa de um conto de fadas, aliando magia e fantasia à iconografia local.

Mais informações em https://bienaldecoruche.org/

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.