Edição: 252

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/11/27

Opinião

Saúde - Inovação para a Diversidade

Miguel Silvestre

O Lab2460, da Iniciativa Liberal – Alcobaça, apresentou na quinta-feira, dia 9 de setembro de 2021, uma sessão onde foram discutidas propostas relacionadas com os cuidados de saúde. José Paulo Carvalho, empresário no âmbito das tecnologias da saúde, apresentou formas inovadoras de acesso a cuidados de saúde que, na sua perspetiva, têm forte impacto económico, por força da nossa realidade demográfica (envelhecimento e distribuição geográfica da população) e social.

A partir da análise de dados estatísticos foram identificadas várias questões relacionadas com a saúde pública e apresentadas ideias que, também a nosso ver, podem permitir uma gestão mais eficaz dos planos de saúde para além de permitirem a democratização do acesso aos serviços através da tecnologia, sem pôr em causa a prestação de cuidados médicos de qualidade. Tal será possível com uma alteração do SNS, sugerindo-se uma integração de ferramentas digitais e tecnológicas que permitam facilitar a alocação eficaz de recursos médicos e de enfermagem a situações de gravidade variável, que possam ser acompanhadas à distância ou necessitem de atendimento presencial.

Responsabilização e direito de opção são conceitos fundamentais nesta abordagem. A comparação com sistemas europeus eficazes na alocação dos recursos e a necessidade de alteração da ótica do sistema perante os cuidados médicos a serem prestados são fundamentais para a mudança.

Na IL acreditamos que a mudança é possível para uma abrangência alargada e diversa de destinatários, permitindo de forma eficaz o acesso aos cuidados de saúde a quem não consegue aceder aos mesmos, mantendo-se o equilíbrio orçamental.

Diversidade é o conceito fundamental envolvido na discussão desta questão por toda a Europa, da qual também fazemos parte.

Alcobaça tem uma média muito baixa de médicos por 1000 habitantes 1,55% para 5,56% na média nacional, segundo dados do Pordata de 2020. É assim evidente, que o modelo tradicional, de construção de equipamentos de saúde e esperar que os médicos sejam destacados, não está a funcionar. A IL defende uma racionalização do sistema, apostando em sistemas de tele-saúde e tele-cuidado em todos os casos em que faça sentido, libertando assim mais horas de serviço presencial para os casos em que tal é necessário.

Pode assistir à apresentação aqui

A próxima iniciativa do Lab2460 vai debater o tema da cultura e indústrias criativas e como podem transformar as cidades e territórios e terá como convidado Carlos Martins. Licenciado em Economia pela Faculdade de Economia do Porto, é sócio fundador da Opium, tendo desempenhado as funções de Diretor Executivo de Guimarães 2012 Capital Europeia da Cultura. É consultor em Economia Criativa da UNCTAD ( United Nations Conference on Trade and Development).

    Miguel Silvestre

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.