Edição: 251

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/10/26

Com Estátuas Humanas e Música do Cantautor

Programa “Artéria – Artes ao Vivo” prossegue até 16 de outubro em várias localidades do Concelho de Azambuja

Cartaz

Continua a decorrer o programa “Artéria – Artes ao Vivo”, até 16 de outubro, em várias localidades do Concelho de Azambuja.

No dia 1 de outubro, sexta-feira, pelas 18h00, no Posto de Turismo de Azambuja, poder-se-á assistir a uma apresentação de Estátuas Humanas “Valoriz’Arte”, realizada pelos participantes da residência artística, que terá o tema “Personagens Histórias do Concelho de Azambuja”. Os participantes desta residência angariaram ferramentas durante os 5 dias, para iniciar a arte performativa de estátuas vivas, desde a preparação e elaboração dos fatos, às técnicas de maquilhagem e de performance e à construção das personagens.

Pelas 21h00, poder-se-á assistir ao concerto com o cantautor Gonçalo Pratas, mais um talento do Concelho de Azambuja. Este concerto contará com a apresentação de algumas músicas do seu novo álbum “Metade do Tempo”, que terá lugar no Adro da Igreja Matriz de Nª Srª da Assunção em Azambuja.

É de recordar que a iniciativa a realizar no dia 24 de setembro, sexta-feira, foi ADIADO, devido às condições meteorológicas previstas para o dia.

Em simultâneo, continua a decorrer as inscrições para a residência artística de Cinema Documental, até 1 de outubro. Mais informações, aqui.

Os espetáculos “Artéria – Artes ao Vivo” cumprirão todas as recomendações de segurança da Direção-Geral da Saúde. Não se efetuam reservas para estes eventos e o público ocupará os lugares disponíveis, por ordem de chegada, segundo a indicação dos assistentes de apoio. O recinto dos concertos estará delimitado, haverá circuitos de entrada e de saída bem como dispensadores de desinfetante. Reforça-se o apelo ao uso de máscara e ao cumprimento da sinalética e de todas as orientações.

 Fonte: GC|CMA

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.