Edição: 251

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/10/27

Sete contra seis

Candidaturas apoiadas pelo PS pela primeira vez à frente do PSD no distrito de Leiria

Walter Chicharro

Walter Chicharro, presidente da Federação Distrital do PS de Leiria, considera que as eleições autárquicas de 26 de setembro de 2021 foram “umas eleições históricas para o PS no Distrito de Leiria. Hoje, e após o apuramento de todos os resultados eleitorais, podemos dizer que as candidaturas no distrito apoiadas pelo Partido Socialista foram pela primeira vez na história as mais votadas para o órgão Câmara Municipal com 78243 votos contra os 76313 do PSD, elegemos 48 autarcas e o PSD apenas 46 e nas assembleias municipais, em comparação com 2017, subimos de 122 para 126 mandatos ao passo que o PSD passou de 139 para 129 mandatos.”

Segundo o autarca, também reeleito presidente da Câmara Municipal da Nazaré, “é também a primeira vez que as candidaturas apoiadas pelo Partido Socialista que venceram o órgão Câmara Municipal (Leiria, Nazaré, Ansião, Castanheira de Pera, Bombarral, Figueiró dos Vinhos e Batalha) são mais que as do PSD (6). Para além disso, cumpre registar que, pela primeira vez, o presidente eleito da Câmara Municipal da capital do nosso distrito, Leiria, é militante do Partido Socialista.”

Para Walter Chicharro, “estes são dados que deixam a Federação  Distrital de Leiria do PS muito satisfeita e com muito orgulho das escolhas de candidatos que a nossa Comissão Política fez. É muito importante este reforço generalizado do partido no distrito porque isso significa que cada vez mais cidadãos confiam nas pessoas que escolhemos para as nossas listas.”

O presidente da Federação Distrital do PS de Leiria deixa ainda “uma palavra para todos aqueles que se candidataram pelo PS e não alcançaram os seus objetivos políticos: nunca desistiremos e só juntos conseguiremos chegar onde queremos.

Finalmente, o autarca deixa igualmente uma palavra para a alta abstenção que se registou no país e no distrito, defendendo que “não podemos continuar com estes níveis crescentes de desinteresse. É fulcral que os partidos consigam recuperar o coração e a atenção dos cidadãos e isso faz-se com seriedade e transparência. Tenho esperança que consigamos, para bem da democracia, inverter esta tendência.”

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.