Edição: 251

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/10/27

Movimento Vamos Mudar destronou o PSD que governava o município há 36 anos

Caldenses confiaram em presidente de Junta agregador para liderar a Câmara Municipal

Cartaz eleitoral de Vítor Marques

O Movimento Vamos Mudar venceu as eleições para a Câmara Municipal de Caldas da Rainha, terminando assim com um ciclo de 36 anos de governação PSD naquele concelho. Vítor Marques, ex-presidente de União de Freguesias de Nossa Senhora do Pópulo, Coto e S. Gregório, foi o grande vencedor com 9.037 votos, seguindo-se o PSD, liderado por Tinta Ferreira, com 7.707 e o PS, liderado por Luís Patacho, com 2.474 votos. O novo executivo municipal será constituído por três eleitos do Vamos Mudar, três do PSD e um do PS. Em relação à abstenção, registou-se uma diminuição ligeira de cerca de 1%, em 2021, tendo-se  cifrado nos 51,22%.

Em declarações ao Tinta Fresca, Vítor Marques salientou que “os elementos que compõem esta candidatura tem uma forma diferente de estar” e por isso “as pessoas acabaram por reconhecer o mérito da candidatura e por nos dar uma oportunidade de liderar os destinos do nosso concelho”. O ex-presidente de União de Freguesias de Nossa Senhora do Pópulo, Coto e S. Gregório, reconheceu que a sua experiência como autarca foi “essencial” e espera “não defraudar os caldenses”.

Vítor Marques referiu também que “não nos assusta o facto de não ter maioria absoluta” considerando mesmo que “as maiorias absolutas tiram um pouco da pluralidade democrática”. Apesar disso, Vítor Marques não põe de lado a hipótese de formar uma coligação pós-eleitoral para governar com maioria, afirmando que “vamos dialogar na próxima semana e depois tomaremos uma decisão”.

O autarca garantiu que “fazemos intenção de ouvir todas as candidaturas, mesmo as que não foram eleitas, e perceber quais são as melhores propostas, apesar de termos uma linha orientadora, que é o nosso programa”.

O Tinta Fresca tentou obter declarações junto da candidatura de Tinta Ferreira (PSD), mas tal não foi possível.

A vitória do Vamos Mudar contou com 9.037, 40,70%; seguido do PSD com 7.707 votos, 34,71%; do PS com 2.474 votos, 11,14%; do Chega com 646 votos, 2,91%; da coligação CDS/MPT/PPM/NC com 627 votos, 2,82%; do BE com 527 votos, 2,37% e da CDU com 427 votos, 1,92%. Foram ainda registados 300 votos nulos, 1,35% e 460 votos brancos, 2,07%. A abstenção cifrou-se 51,22%, não tendo votado 23.319 eleitores caldenses.

             Mónica Alexandre

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.