Edição: 251

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/10/27

Projeto está em concurso público e tem um custo previsto de 670 mil euros

CHL avança com expansão e remodelação da Urgência Geral do Hospital de Santo André

Serviço de Urgência do Hospital de Santo André

O Centro Hospitalar de Leiria (CHL) vai avançar com a expansão e remodelação integral das instalações de uma área da atual Urgência Geral do Hospital de Santo André (HSA), prevista no Projeto Estratégico do CHL 2018-2022.

«A empreitada de remodelação e expansão do Serviço de Urgência do HSA já estava definida no eixo estratégico relacionado com a dotação de instalações e equipamentos necessários para as suas funções assistenciais. Nesta fase ainda de pandemia e preparando o pós-pandemia, o novo espaço constituirá no imediato uma zona de atendimento para a patologia respiratória, concentrando o Serviço de Urgência Geral (SUG), que neste momento está disperso em SUG, e Área Dedicada a Doentes com Suspeita de Infeção Respiratória Aguda (ADR-SU)», esclarece Licínio de Carvalho, presidente do Conselho de Administração do CHL.

«Consideramos importante rentabilizar as equipas, aproximando a ADR-SU ao Serviço de Urgência Geral, e possibilitando assim a libertação de espaço físico, para recuperar e reforçar a nossa resposta noutras áreas médicas, afetadas com a pandemia e com algumas medidas implementadas no CHL», reforça o presidente do Conselho de Administração.

O projeto tem o valor base de 670 mil euros, com um período de execução previsto de seis meses, e o concurso público encontra-se aberto até dia 14 de outubro. A intervenção tem como prioridades a segurança do doente e dos profissionais, a eficiência operacional e a garantia da qualidade dos cuidados prestados.

«Com a expectativa que a pandemia de Covid-19 se torne numa doença endémica, continuamos a considerar necessário manter o controlo das doenças respiratórias», salienta Licínio de Carvalho. «A área de intervenção servirá para garantir a disponibilidade no SUG de um circuito autónomo de atendimento para resposta a eventuais doenças que impliquem no futuro uma área separada, de forma a proteger os profissionais e os doentes, seja por um surto pandémico, ou por outro tipo de atendimento», acrescenta o presidente do Conselho de Administração.

Recorda-se que a ADR-SU foi criada no final de 2020 para responder adequadamente ao aumento da procura do Serviço de Urgência Geral do HSA, e ocupa parte da área afeta ao Serviço de Medicina Física e Reabilitação. Entrou em funcionamento a 3 de janeiro deste ano, na sequência do agravamento da afluência devido ao crescimento epidémico da Covid-19 e do aumento da incidência de outras infeções respiratórias agudas.

Fonte: Midlandcom

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.