Edição: 252

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/11/27

Aumento aplica-se também aos estudantes internacionais

Politécnico de Leiria regista aumento do número de estudantes e chega aos 14 mil matriculados

O Politécnico de Leiria voltou a registar um aumento do número de matrículas e contará com, aproximadamente, 14 mil estudantes matriculados no ano letivo 2021/2022, o que representa um aumento de 5% face ao último ano. No conjunto da sua oferta formativa, que inclui os cursos técnicos superiores profissionais (TeSP), licenciaturas, mestrados, pós-graduações e formação contínua, o Politécnico de Leiria tem atualmente 5.400 novos estudantes dos mais de 13.600 estudantes matriculados até ao momento, aos quais ainda se vão juntar os estudantes matriculados no âmbito das terceiras fases de candidaturas. O aumento de estudantes aplica-se igualmente aos estudantes internacionais de mais 70 nacionalidades.

Estes números confirmam a tendência de crescimento que tem vindo a ocorrer e afirmam o Politécnico de Leiria como instituição de ensino superior de referência a nível nacional e internacional. «Este será o sexto ano consecutivo de crescimento do Politécnico de Leiria. Este resultado traduz o reconhecimento da qualidade da formação em todas as nossas Escolas Superiores, mas também a qualidade de vida e as oportunidades de empregabilidade qualificada da região onde estamos inseridos», afirma Rui Pedrosa, presidente do Politécnico de Leiria.

O Politécnico de Leiria colocou na segunda fase do Concurso Nacional de Acesso (CNAES) mais 378 estudantes, preenchendo o total de vagas de 38 das suas licenciaturas. No total, contemplando os matriculados da primeira fase e os colocados da segunda fase, ingressaram no Politécnico de Leiria 1.879 novos estudantes através do concurso nacional de acesso, preenchendo mais de 92% das vagas colocadas a concurso nas suas cinco Escolas.

O Politécnico de Leiria, tendo em conta todas as formas de acesso, incluindo os estudantes internacionais, e para além destes novos 378 estudantes colocados na segunda fase do concurso nacional de acesso, tem já mais de 2.800 novos estudantes matriculados nas licenciaturas das suas Escolas.

Nas duas fases do concurso nacional de acesso, a Escola Superior de Educação e Ciências Sociais (ESECS), a Escola Superior de Saúde (ESSLei) e a Escola Superior de Artes e Design (ESAD.CR) preencheram 100% das vagas iniciais disponíveis. A Escola Superior de Turismo de Tecnologia do Mar (ESTM) ocupou 86,4% e a Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) apresenta uma taxa de ocupação de 83,6% das vagas colocadas a concurso.

  Fonte: Midlandcom

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.