Edição: 259

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/6/27

Opinião

Em 2025 há mais…

Nuno Catita

Na freguesia da Benedita as eleições autárquicas de 2021 fizeram cair um mito, ou melhor, um mito e meio. O mito vem de longe, com as escolhas dos beneditenses para a Câmara Municipal de Alcobaça a coincidir com o partido mais votado no concelho. Foi sempre assim desde 1976, nessas eleições com a escolha de Miguel Guerra pelo Partido Socialista, em 1979 a eleger Raposo Magalhães pela AD, em 1982 e 1985 a manter a AD e a eleger Rui Coelho, em 1989 e 1993 a aposta no retorno de Miguel Guerra pelo PS, a fazer a voltar o PSD com Gonçalves Sapinho em 1997, 2001 e 2005 e a dar vitória a Paulo Inácio em 2009, 2013 e 2017. Este mito foi criado em volta de uma Benedita como talismã das escolhas autárquicas.

Em 2017 o Partido Socialista aposta numa beneditense, Cláudia Vicente, para ir a votos contra Paulo Inácio, o efeito Benedita não surtiu efeito, ficando a dúvida das razões para um resultado final que permitiu ao PSD recuperar a maioria. Em 2021, os socialistas voltaram a “pescar” na Benedita, desta vez um homem, um homem conhecido por já ter sido vereador da oposição em 1991, por estar ligado, desde sempre, aos bombeiros e à proteção civil e, ser sobrinho do único socialista que alguma vez liderou a Câmara Municipal de Alcobaça, e esta “vantagem” familiar, relativamente à anterior candidata, foi sempre relembrada durante a campanha. O certo é que resultou para acabar com o mito. Todos os predicados referidos sobre este candidato foram suficientes para que ganhasse na terra onde vive, mas a maioria das restantes freguesias contrariam a história e elegeram o candidato do PSD, Hermínio Rodrigues.

Se estes resultados provocaram o fim do mito, na freguesia da Benedita os eleitores também não permitiram que fomentasse a criação de um outro. Em 2017 o presidente de Junta eleito pelo Partido Socialista, João Raul, “decidiu?” candidatar-se como independente. Falhas no processo levaram o Tribunal Constitucional a impedir que pudesse prosseguir com a candidatura. Com a vitória do PSD pretendeu-se criar uma quimera em volta da pretensa vitória de João Raul caso pudesse ter ido a votos. Em 2021 voltou a ser candidato pelo Partido Socialista e foi derrotado. O mito acabou antes de o ser.

Acabando assim os mitos ou a intenção de mistificar, há que olhar para a realidade dos factos.

O PSD garantiu a maioria para Câmara Municipal de Alcobaça mas não para a Junta de Freguesia da Benedita, ainda que com votação bem maior que a de 2017, conquistando 6 mandatos dos 13 eleitos para a Assembleia de Freguesia. Com ou sem maioria, há que garantir a manutenção do trabalho desenvolvido, respeitar os programas que apresentaram aos eleitores, olhar para o mandato que lhes foi entregue como um privilégio e corresponder com respeito, honra, humildade e lealdade.

Aos que não ganharam, que respeitem as decisões e assumam os mandatos para os quais foram eleitos, respeitando os que neles confiaram com o seu voto.

2025 é já ali, ao virar da esquina.

Nuno Catita

 

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.