Edição: 253

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/12/1

Books & Movies decorre de 1 a 21 de novembro

Festival Literário e de Cinema de Alcobaça traz mais de 100 motivos para sair de casa

Cinco Estátuas Vivas vão representar cinco escritores na Inauguração Oficial do Festival

Após os tempos conturbados e de distanciamento social decorrentes da pandemia, o Books & Movies – Festival Literário e de Cinema de Alcobaça retorna com uma vasta programação, trazendo muitos e bons motivos para sair de casa de 1 a 21 de novembro, com| extensões de programação nos dias 22, 23 e 27 de novembro

Com a premissa de criar novos públicos e de democratizar o acesso à cultura a todas as gerações, a programação divide-se em duas partes: programação para as escolas e programação para o público em geral. São 105 atividades em 24 dias que trazem ao concelho música, teatro, cinema, dança, exposições, conversas com escritores, realizadores e diversos artistas.

Neste dias, o concelho de Alcobaça transforma-se num enorme palco onde cabem todas as artes e todos os públicos num festival que promove, divulga, homenageia e premeia a arte literária e arte-vídeo.

Depois de Manoel de Oliveira (2014), Mário Zambujal (2015), Rita Blanco (2016), Ana Zanatti (2017), Ruy de Carvalho (2018), Pepetela (2019), chega a vez de agraciar Isabel Ruth umas das maiores atrizes portuguesas contemporâneas, que conta com uma carreira invejável junto dos melhores realizadores nacionais e internacionais. A atriz estará presente na Gala Books & Movies, a 21 de novembro, na qual será também atribuído o Prémio Internacional Books & Movies 2021.

No cinema, teremos a exibição do filme “Os Verdes Anos” (1963) de Paulo Rocha com Isabel Ruth no principal papel – com a colaboração da Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema. Considerado um dos filmes fundadores do movimento português chamado Novo Cinema, juntamente com os filmes Dom Roberto (1962) de José Ernesto de Sousa e Belarmino (1964) de Fernando Lopes.

Os realizadores Tiago Siopa e Patrícia Pedrosa, cineastas emergentes alcobacenses, apresentam os seus mais recentes trabalhos, “Fantasmas: Caminho Longo Para Casa” e “VI(R)AGENS”, respetivamente.

Também haverá Cinema de Autor com a exibição do filme mais recente de João Botelho, “O Ano da Morte de Ricardo Reis” (2020) com a presença do realizador, e de Daniel Bernardes, autor da banda sonora, assim como uma mostra do Cinema Contemporâneo Angolano.

O cantautor Paulo Praça apresenta o seu novo trabalho, “Onde”: um livro-disco, um vídeo-disco, transformado num filme-concerto!

Na inauguração oficial do Festival o espetáculo de poesia e teatro, com estátuas vivas, “Em cada sala um escritor”, com a colaboração dos grupos de teatro de Alcobaça com a coordenação de António Santos “Staticman”, abre o leque para os muitos escritores e autores que virão ao Festival apresentar as suas obras e conversar com o público, entre os quais: Maria Helena da Bernarda, Fátima Lopes, Gonçalo M. Tavares, João Tordo, José Luis Peixoto, Fernando Ribeiro, Raul Minha’Alma, Raquel Ochoa, Tiago Salazar e Isabel Machado.

“Margem”, espetáculo de dança, baseado no livro “Capitães da Areia” de Jorge Amado, trará o tema da marginalização, 80 anos depois da publicação do livro. Inspirado na realidade social de crianças abandonadas, questiona-se quem são os “novos capitães de areia” conscientes de que nem sempre há finais felizes.

Ainda na dança, “O Primo Basílio”, baseado uma das obras mais notáveis de Eça de Queirós (1845-1900), pela primeira vez desenhada em dança e sustentada pela música de compositores portugueses. Através de um bailado de base narrativo/literária, chega agora o momento de celebrar a obra carregada de paixão e intriga, de um dos vultos mais notáveis da literatura portuguesa do século XIX.

A Mesa redonda “Um Castelo de Cartas: A Arte Pública em Debate”, por ocasião da exposição “A Minha Casa é o Meu Jardim” de Thierry Ferreira, traz à discussão o tema partindo do título da peça “Castelo de Cartas”, patente na Praça João de Deus Ramos.

O Festival Cistermúsica traz a Ópera de Marionetas “El retablo de maese Pedro”, uma parceria com a S.A. Marionetas, a Orquestra Filarmonia das Beiras (OFB) uma obra de Manuel de Falla que conta uma passagem da célebre obra de Cervantes, Don Quixote, através de um espetáculo de marionetas. O compositor recria com a sua música um ambiente medieval, recorrendo a uma escrita neoclássica que combina diferentes épocas e estilos, desde a música antiga, o folclore, música de carácter litúrgico e linguagens mais vanguardistas.

A rubrica Books & Cooking, que promove os bons hábitos alimentares e uma nova forma de pensar sobre a origem dos alimentos, traz, para além de outras propostas, Receitas em Família de Papinhas da Xica, por Sandra Santos. Haverá também incursão pelos melhores produtos da nossa região com o chef Ricardo Raimundo e o enólogo Rodrigo Martins.

Os Moonspell trazem “Ermida Tour 2021” ao ROCKFEST, um dos momento altos do programa que apresenta, entre outros espetáculos, “Surdina”, um Cine-Concerto com Tó Trips e Rodrigo Areias.

Das quatro exposições agendadas, destaque para a dos “Os dinossauros regressam a Alcobaça” uma exposição científica, divulgativa de conhecimentos geológicos, nomeadamente, paleontológicos relacionados o concelho de Alcobaça. Orientada cientificamente pelo Prof. Doutor Pedro Proença da Cunha, do Departamento de Ciência da Terra, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, em colaboração com o Centro Português de Geo-História e Pré-História. Ainda a exposição “EDIFÍCIO BENEDITA” apresenta o resultado do trabalho desenvolvido pelo cineasta Tiago Siopa em residência artística no Centro Cultural Gonçalves Sapinho, durante o verão de 2021 e a Exposição de Cinema de Animação “Traços de Luz – o Mundo Animado” de Abi Feijó e Regina Pessoa.

Para finalizar os destaques, a Biblioteca Municipal celebra o 20º aniversário com diversas atividades, nomeadamente com um concerto com o violinista Nuno Santos que apresentará o seu último trabalho “Elementos” que aborda de forma instrumental o conceito dos elementos naturais Ar, Água, Fogo, Terra e Quintessência.

Consulte o programa para público em geral, e parta à descoberta das várias manifestações culturais num ambiente cosmopolita de diálogo e abertura entre os agentes culturais e os seus públicos.

Mais de 100 motivos para sair de casa

1 a 21 de novembro | extensões de programação nos dias 22, 23 e 27 de novembro

Consulte toda a programação em www.cm-alcobaca.pt

    Fonte: GRPP|CMA

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.