Edição: 253

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/12/1

Apesar dos efeitos do mau tempo estarem controlados

Concelho da Marinha Grande regista 7 inundações em 24 h

O Município da Marinha Grande continua a acompanhar os efeitos do mau tempo no concelho, tendo-se registado mais três inundações, desde as 20 horas de sábado, 30 de outubro.

O Serviço Municipal de Proteção Civil e restantes serviços municipais continuam a assegurar a vigilância e a atuar nos casos necessários, para prevenir consequências mais graves decorrentes da chuva e do vento que se têm feito sentir, por todo o concelho.

Os trabalhos têm sido coordenados pelo Serviço Municipal de Proteção Civil, com a supervisão direta do vereador da Câmara Municipal, António Fragoso, em articulação com os Bombeiros Voluntários da Marinha Grande e de Vieira de Leiria e com as Juntas de Freguesia de Marinha Grande, Moita e Vieira de Leiria.

Nas últimas 24 horas, o concelho da Marinha Grande registou as seguintes ocorrências:

Inundações: 7
Quedas de árvore: 4
Quedas de cabos: 3
Queda de estruturas: 3
e foram efetuadas várias ações de monitorização e vigilância.

Apesar do registo de 3 inundações, desde as 20h00 de sábado, a situação está, na sua generalidade, calma. “Para esta tranquilidade, contribuíram as inúmeras ações preventivas que decorreram antes e durante este evento meteorológico e a resposta célere dos meios em prevenção, nomeadamente dos Agentes de Proteção Civil, da Câmara Municipal e das Juntas de Freguesia. O reforço das ações de limpeza e desobstrução de infraestruturas de drenagem, acompanhado das ações de monitorização e vigilância, têm sido determinantes para a resolução das situações que têm aparecido”, refere o Serviço Municipal de Proteção Civil.

Acrescenta-se ainda que, “desde o início do dia que se faz sentir algum vento e, previsivelmente permanecerá ao longo do dia, não estando previstos até ao momento fenómenos extremos de precipitação”.

Câmara monitoriza e previne efeitos do mau tempo

O Município da Marinha Grande, através do Serviço Municipal de Proteção Civil e restantes serviços da Câmara, continua a monitorizar e a atuar sobre os efeitos provocados pelo mau tempo, por todo o concelho, que se verifica desde sexta-feira, 29 de outubro.

O trabalho de prevenção, observação e atuação nas ocorrências está a ser desenvolvido pela Proteção Civil municipal, em coordenação direta e constante com os Bombeiros Voluntários da Marinha Grande e de Vieira de Leiria e com as três Juntas de Freguesia.

Para além da resolução das situações verificadas, o Município reforçou as medidas preventivas, como a vigilância e desobstrução das linhas de água, sarjetas, sumidouros ou bermas.

Continua a ser feita a monitorização da costa, em estreita colaboração com a Capitania do Porto da Nazaré.

As previsões do IPMA – Instituto Português do Mar e da Atmosfera dão nota que a próxima madrugada será acompanhada de precipitação, localmente forte.

O Serviço Municipal de Proteção Civil alerta a população para a adoção de comportamentos adequados, pelo que, e em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis, se recomenda a observação e divulgação das principais medidas de autoproteção para estas situações, nomeadamente:

− Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas;

− Adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a formação de lençóis de água nas vias;

− Não atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;

− Garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas;

− Ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos e árvores, em virtude de vento mais forte;

− Ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis;

− Estar atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

    Fonte: GCRP|CMMG

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.