Edição: 264

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/11/26

Comemoração do Dia Mundial da Diabetes com literacia para a saúde

Centro Hospitalar de Leiria dedica o novembro à diabetes e sensibiliza para prevenção e tratamento da doença

Hospital de Santo André

A Unidade Integrada da Diabetes do Centro Hospitalar de Leiria (CHL), integrada na Unidade Coordenadora e Funcional da Diabetes do ACES Pinhal Litoral, dedica o mês de novembro ao tema da Diabetes, através da sensibilização da comunidade para a importância do acesso aos cuidados de saúde para prevenir e tratar a doença, comemorando assim o Dia Mundial da Diabetes, que se assinala no dia 14 de novembro.

Durante o mês de novembro serão divulgados dados, alertas e dicas sobre a diabetes, através de artigos de opinião, com temas de diferentes especialidades médicas interligadas com a doença, de textos, que serão publicados no site e nas redes sociais do CHL (Facebook e LinkedIn), bem como a elaboração de cartazes, que serão afixados na entrada principal do Hospital de Santo André e no átrio da Consulta Externa. Este ano assinala-se também o centenário da descoberta da insulina, um marco histórico para o tratamento e controlo da diabetes.

«Na diabetes, a literacia em saúde é importante a dois níveis: na prevenção da doença e nos cuidados de saúde. A adoção de estilos de vida saudáveis (atividade física e alimentação saudável) são fundamentais para a prevenção da diabetes tipo 2 e para uma melhor gestão da doença caso ela já se tenha instalado», explica Alexandra Vieira, diretora do Serviço de Endocrinologia e Nutrição do CHL. «O aparecimento da diabetes, bem como o controlo da diabetes, estão intimamente relacionados com as opções (alimentares, estilo de vida…) das pessoas. Também o conhecimento das causas e consequências da diabetes por parte da população é imprescindível para reduzirmos os números desta pandemia global», remata a médica.

De acordo com a Federação Internacional da Diabetes, o tema do Dia Mundial da Diabetes 2021-2023 foca o acesso aos cuidados para a diabetes, pois ainda existem milhões de pessoas no mundo que não têm os cuidados de saúde que necessitam. Os indivíduos com diabetes precisam de cuidados contínuos e de apoio para gerir a sua condição de saúde, e evitar complicações. A Federação Internacional da Diabetes defende também que está na hora de agir para aumentar o investimento nos cuidados e na prevenção da diabetes, e garantir que todos os diabéticos possam aceder aos cuidados que precisam. “Se não for agora, quando?”

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que, em 2030, existam 570 milhões de pessoas com diabetes. Em 2019, esta doença estava entre as 10 principais causas de morte identificadas pela OMS, e a probabilidade de morrer devido à diabetes aumentou 5% entre 2000 e 2016, na faixa etária entre os 30 e os 70 anos. Estima-se que um em cada dois adultos com diabetes permanece não diagnosticado, e a maioria tem diabetes tipo 2. Em Portugal a diabetes afeta cerca de 13% da população portuguesa, e é responsável direta por morbilidades que provocam um elevado grau de incapacidade e diminuição acentuada da funcionalidade, como a cegueira e a amputação de membros.

   Fonte: Midlandcom

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.