Edição: 253

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/12/1

Torres Vedras

Projeto financiado pelo Governo da Alemanha transforma a Rua da Eletricidade numa “living street”

A Rua da Eletricidade, em Torres Vedras, foi transformada numa rua viva e multicultural no âmbito do projeto “Living Streets”. O espaço foi inaugurado no sábado, 6 de novembro.

“Este projeto, no fundo, traz para a modernidade algumas das coisas que faziam parte da vida das cidades há uns anos”, afirmou a presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Laura Rodrigues, sublinhando a importância de espaços públicos que promovam o encontro entre a comunidade.

Na cerimónia de inauguração, a edil enumerou alguns exemplos de iniciativas que incentivam a fruição do espaço público para lazer, como No Domingo a Rua é Nossa e Marginal Ativa. “Queremos que muitos exemplos destes se possam seguir, que as pessoas se possam apropriar do espaço da nossa Cidade e que possamos contribuir para sermos todos mais felizes”, rematou.

O projeto da “Living Street de Torres Vedras” tem como objetivos: a criação de um espaço de encontro e lazer para alunos do curso Performact e para a comunidade, que fomente os valores da tolerância, multiculturalidade e da sustentabilidade; fomentar uma consciência comunitária para a importância da atividade física e cultural; e promover a regeneração urbana de uma área industrial abandonada, criando uma nova centralidade de convívio, fomentado a inclusão dos alunos envolvidos.

Neste âmbito, a Rua da Eletricidade foi cortada ao trânsito, potenciando a criação de espaços de lazer, de um jardim vertical e de um palco adaptado ao ar livre para a realização de atividades formativas, performativas e culturais. Até 15 de novembro, o arruamento vai, ainda, receber um conjunto de iniciativas, dirigidas à comunidade, que darão forma ao espaço, como pintura de murais e de sarjetas com tintas e materiais ecológicos, bem como oficinas, ações de sensibilização ambiental e sessões de cinema.

A “Living Street de Torres Vedras” irá continuar com programação regular à responsabilidade das associações ILÚ e Untamed. Das atividades previstas, refira-se a comemoração de dias internacionais dos países de origem dos alunos do curso Performact, a realização de aulas e de apresentações regulares gratuitas, a exibição de filmes e a realização de exposições e ações de sensibilização ambiental.

Esta iniciativa é o resultado de uma candidatura apresentada pela Câmara Municipal de Torres Vedras, em parceria com as associações ILÚ e Untamed, ao projeto “Living Streets”. Trata-se de um projeto financiado pelo programa EUKI (Iniciativa Europeia para o Clima) do Ministério Federal do Ambiente, Conservação da Natureza e Segurança Nuclear da Alemanha, que é coordenado pela Energy Cities e tem como parceiros a OesteSustentável (Portugal), Sustainable City (Grécia) e Terra Hub (Croácia).

Os objetivos do “Living Streets” passam pela recuperação do espaço público, redefinindo o seu uso, fechando temporariamente uma rua (parcial ou completamente) e proibindo a passagem de veículos. Paralelamente, são desenvolvidas atividades de forma a fomentar o envolvimento dos cidadãos, criando redes de ação e reflexão, para capitalizar as ideias da experiência Living Streets – estratégias de sustentabilidade – associadas ao ambiente, à mobilidade e à cultura.

A candidatura apresentada pela Câmara Municipal de Torres Vedras obteve 11.000 € de financiamento.

A cerimónia de inauguração contou, também, com a presença da vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Torres Vedras, Ana Umbelino, do representante da agência Oeste Sustentável, Rogério Ivan, e dos representantes das associações ILÚ e Untamed, Gonçalo Lobato e Ricardo Ambrózio.

    Fonte: ACM|CMTV

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.