Edição: 253

Diretor: Mário Lopes

Data: 2021/12/1

Com António Vallêra e a Orquestra Metropolitana de Lisboa

Caldas da Rainha acolhe concerto “Música e Ciência: Alterações Climáticas: e agora?”

António Vallêra

Integrado na oferta cultural do Politécnico de Leiria e alinhado com o Plano Nacional das Artes, o palco do Centro Cultural e de Congressos (CCC) de Caldas da Rainha vai receber o concerto e conferência intitulados “Alterações Climáticas: e agora?”, com a Orquestra Metropolitana de Lisboa e o conferencista António Vallêra, professor da Faculdade Ciências da Universidade de Lisboa, esta terça-feira, dia 23 de novembro, pelas 15h30. De entrada livre, a iniciativa é dinamizada no âmbito do programa “Música e Ciência”, um projeto do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, em parceria com a AMEC | Metropolitana.

«2021 é o ano que marca uma viragem importante: as alterações climáticas. A grande questão deixou de ser “Elas existem?”, e passou a ser “O que nos espera? O que podemos fazer?”. Esta entrada de rompante desta questão cheia de medos e de incertezas, no palco da discussão social, está naturalmente a dar origem a debates muito acesos, a posições extremadas, a reações de desvalorização ou a conceções da nossa vida futura cheias de carga moral e de radicalismos. O futuro da humanidade está de facto em jogo, e a desagregação social é uma ameaça bem concreta», começa por referir o professor António Vallêra na sinopse da conferência.

«Nesta apresentação, tento temperar exaltações, e mostrar como a ciência nos pode guiar, tanto na definição dos problemas como na procura de soluções. Como um exemplo concreto, foco a questão da energia, a questão central do nosso século, e concretizo discutindo os problemas e as soluções para a descarbonização simultânea do sistema elétrico e da mobilidade, sectores responsáveis por mais de metade das emissões globais», acrescenta.

O concerto conta com direção musical de Marco Fernandes, a participação de Miguel Sobral Curado (Postlude in A Minor), e percussões da Orquestra Metropolitana de Lisboa.

    Fonte: Midlandcom  

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.