Edição: 258

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/5/17

Câmara Municipal da Nazaré é a dona da obra na Praça 25 de Abril

CDU critica "falta de planeamento e constrangimentos à população" nas obras em Valado dos Frades

Obras na Praça 25 de Abril

A CDU da Nazaré criticou, no dia 10 de dezembro, o que considera “falta de respeito pela população da Freguesia de Valado dos Frades por parte da dona da obra na Praça 25 de Abril – a Câmara Municipal da Nazaré – designadamente em relação ao desajustado planeamento da obra em curso.

Desde o início da obra (que arrancou e só depois as populações foram ouvidas) que os problemas causados aos residentes têm sido imensos, e as chamadas de atenção por arte do executivo da CDU, na Junta de Freguesia de Valado dos Frades (JFVF), têm sido uma constante.

Tais preocupações foram também colocadas pelo vereador da CDU na reunião de câmara de 12 de novembro, tendo sido respondido que tudo estava a correr sem incidentes.

Segundo a CDU, “o aparente desencontro do projeto com a realidade da Praça e com sua dinâmica socioeconómica tem sido uma evidência, o que já levou, por diversas vezes, os atuais responsáveis da Junta local a propor alterações ao projeto inicial.”

Já com a obra em curso, e por intervenção do presidente da JFVF, o projeto acolheu algumas alterações sugeridas, bem como alguns aspetos fundamentais ao bom desenvolvimento da obra que não estavam inicialmente assegurados. Disto foi exemplo a alteração à localização da paragem do autocarro, indicação mais viável ao circuito de trânsito no período da obra, alertas para a largura excessiva do passeio em certos pontos, o que causava problemas à circulação rodoviária no presente, mas também no futuro. O projeto também contemplará 3 lugares de estacionamento – aspeto sinalizado como negativo pelo executivo da JFVF, mas, nesta matéria, os responsáveis afirmam que a alteração nesta fase não é viável.

Os serviços de obras municipais da Câmara Municipal da Nazaré (CMN) informaram o executivo municipal, na reunião de 6 de dezembro, que o plano de obra não está a ser cumprido, visto que o número de trabalhadores afeto àquela intervenção está a ser insuficiente, não estando em linha com o contratualizado com a empresa construtora, o que fará adiar a conclusão dos trabalhos.

Logo, para a CDU, este adiamento não se prende só com as dificuldades de fornecimento de materiais, tal como tem sido justificado, tendo em conta os cortes nas cadeias de distribuição que se fazem sentir à escala internacional.

Adicionalmente, “como se não bastasse, e mesmo depois dos avisos feitos com a devida antecedência pelo presidente da JFVF, vem agora a CMN avisar a população, em cima da hora e no mesmo dia da alteração, que os autocarros da Rodoviária do Oeste iriam ser desviados”, adianta a CDU da Nazaré.

Concluindo, a CDU considera que, “no mínimo, estas obras (ainda que urgentes), feitas “em cima do joelho” e “nas costas das populações”, não estão a ser planeadas devidamente, nem os constrangimentos causados têm sido previstos com a antecedência necessária para alertar as populações, já muito insatisfeitas e revoltadas com a forma com que todo o processo se está a desenvolver.”

O Grupo de Trabalho da CDU na Nazaré entende que “a população do Valado dos Frades merece mais respeito” e recorda que “a CDU foi eleita para governar os destinos da Junta de Freguesia e defender a população local”, pelo que ”espera que esta questão nunca caia no esquecimento de quem governa o município da Nazaré.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.