Edição: 254

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/1/23

CDU Leiria junta apoiantes em jantar-convívio na Benedita

Heloísa Apolónia: “O distrito de Leiria não tem uma única voz ativa na Assembleia da República”

Luís de Sousa, Heloísa Apolónia e Paulo Jorge

No âmbito da campanha para as eleições Legislativas de 30 de janeiro de 2022, a CDU do distrito de Leiria, juntou no dia 17 de dezembro, no restaurante Paraíso, na Benedita, concelho de Alcobaça, perto de meia centena de apoiantes num jantar convívio, onde marcou presença a cabeça de lista por Leiria, Heloísa Apolónia. A ex-deputada de “Os Verdes” destacou a importância da eleição de deputados pela CDU no distrito, defendendo que “Leiria não tem uma única voz ativa na Assembleia da República”.

Depois de um dia dedicado aos direitos dos trabalhadores, à preservação da memória histórica da luta pela democracia, José Luís de Sousa, membro do Secretariado da Direção da Organização Regional de Leiria do PCP, assumiu o objetivo da “eleição de um deputado no distrito” porque “o distrito de Leiria, o povo e o país precisam de mais deputados da CDU” para dar “continuidade à caminhada iniciada em 2015” na Assembleia da República. No dia 20 de janeiro, está prevista a vinda de Jerónimo de Sousa ao distrito.

Na sua intervenção, Heloísa Apolónia realçou a importância de esclarecer os eleitores sobre os acontecimentos dos últimos anos e lembrar que estas “não esqueçam as políticas desastrosas dos governos PSD-CDS, que baixaram salários e pensões”, realçando que, “se houve avanços neste país desde 2015, deveu-se ao trabalho da CDU” porque “o PS sozinho não conseguia nem metade.”

Relativamente ao chumbo do orçamento de Estado para 2022, Heloísa Apolónia explicou que “a proposta que o PS apresentou era um mau orçamento” e que “a falta de vontade do PS em negociar” e a “sua mudança de atitude” levou a que o partido votasse contra aquele documento porque se “viabilizássemos o orçamento estávamos a trair o nosso eleitorado e nós não fazemos isso.”

Jantar de apoiantes da CDU

A candidata da CDU afirmou que o partido “não está afeto a grandes grupos económicos, nós somos livres e independentes desses grupos, estamos aqui para servir o povo, para servir os trabalhadores, para servir o desenvolvimento sustentável, a qualidade de vida das pessoas”, pelo que esta candidatura tem propostas muito concretas para lutar por “melhores salários, melhores pensões, melhor educação, melhor Serviço Nacional de Saúde, mais transportes e melhores políticas agrícolas e ambientais”, entre outros.

Heloísa Apolónia realça a importância do investimento no Serviço Nacional de Saúde que “precisa de se robustecer” e “não estamos a falar de despesismo, estamos a falar de investimento que tem repercussão concreta na vida das pessoas”. Segundo a candidata, o SNS precisa de “profissionais que se fixem nos hospitais, centros de saúde e unidades de saúde” e para isso é fundamental que se “criem incentivos para esses profissionais se possam fixar” e “não sejam aliciados pelo setor privado”.

Segundo a candidata, melhores transportes e mais políticas agrícolas e sustentáveis vão permitir criar riqueza e melhorar a qualidade de vida para as populações.

Heloísa Apolónia concluiu a sua intervenção afirmando que o reforço da CDU nas eleições de 30 de janeiro é fundamental para fazer avançar o País e as condições de vida dos trabalhadores e das populações do distrito de Leiria. Segundo a candidata, Leiria tem deputados eleitos por outras forças políticas, mas “Leiria não tem uma única voz ativa e determinada na Assembleia da República” e, por isso, espera que os leirienses a elejam para que possam ter “uma voz que os represente de forma coerente, persistente e de forma determinada, para que os problemas cheguem ao parlamento com uma consistência e uma clareza que não têm tido até agora”.

   Mónica Alexandre

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.