Edição: 258

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/5/17

O projeto Museu na Aldeia mantém-se ativo no território da Rede Cultura 2027

Aldeia da Folgarosa vai ao Museu de Arte Popular Portuguesa de Pombal

Tapete em bracejo (Foto: CMTV)

No dia 18 de janeiro (terça-feira), às 15h00, a “Aldeia vai ao Museu… de Arte Popular Portuguesa de Pombal”. O Museu de Pombal vai receber os habitantes da Aldeia da Folgarosa, no concelho de Torres Vedras, que vão retribuir a visita ao Museu do qual receberam a peça museológica. Esta segunda fase de implementação do projeto “Museu na Aldeia” começou com a visita ao Núcleo de Arte Contemporânea do Museu do Vidro, na Marinha Grande, e continua, até maio, no território da Rede Cultura, a promover o encontro das comunidades mais isoladas com a cultura.

A obra que a comunidade de Folgarosa vai inaugurar no dia 18 de janeiro, teve como inspiração uma Carpete em Bracejo da Ilha, proveniente do museu que irão agora visitar. A dimensão e complexidade de padrões da carpete inspirou o grupo a criar um projeto nunca antes feito naquela comunidade: uma intervenção artística numa das suas ruas. Assim, a comunidade aceitou o desafio da organização e, em conjunto, criaram vários padrões geométricos que serviram como ferramentas para fazer a recriação de uma tapeçaria pintada no asfalto. Dadas as suas características, a obra “Entre Amigas… o Martírio das Costas” vai configurar como parte de uma exposição fotográfica no Museu de Arte Popular Portuguesa e estará patente de 18 de janeiro de 2022 a 31 de março de 2022.

No decorrer do plano de execução previsto pelo projeto, todas as Aldeias terão a oportunidade de visitar o Museu que acolheram. Estas visitas, acompanhadas por uma atuação temática, interativa e dinâmica, que permite a imersão das comunidades não só na exposição, mas no próprio Museu e na sua história, irão também servir como sessão de inauguração para as obras desenvolvidas em cocriação com as comunidades. Cada uma destas peças ficará temporariamente em exposição nos respetivos Museus, no decorrer dos próximos meses.

O projeto “Museu na Aldeia” começou em dezembro de 2020 e desenvolveu-se a partir do encontro entre a população e a equipa da SAMP, Sociedade Artística Musical dos Pousos, que inclui diversos artistas, uma museóloga, um sociólogo e uma psicóloga. A partir de objetos que os participantes têm em casa, trabalhou-se e esclareceu-se a ideia de museu e do seu valor museológico. Aos poucos, um ou mais peças de cada museu foram apresentadas às comunidades, que os reinterpretaram num novo formato artístico, a mostrar no museu que cedeu a peça original. As visitas dos Museus às aldeias aconteceram ao longo de 2021, tendo estado expostas peças em cada aldeia. Agora, as aldeias retribuem a visita e vão ao Museu do qual receberam a peça.

Este projeto é cofinanciado pelo PO ISE – Portugal 2020, através da Iniciativa Portugal Inovação Social, e tem como investidor social a Câmara Municipal de Leiria, juntando ainda a Rede Cultura 2027 como parceira que reúne Museus, Câmaras Municipais, Juntas de Freguesia, Associações e Instituições dos 26 Municípios em rede. Conta, ainda, com o apoio do Politécnico de Leiria, União das Freguesias de Leiria, Pousos, Barreira e Cortes, entre tantos outros que se vêm juntando a esta criativa e inovadora iniciativa.

      Fonte: Curio

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.