Edição: 258

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/5/22

Operação “Areia Branca”

GNR desmantela rede de tráfico de estupefacientes nos concelhos de Cartaxo e de Salvaterra de Magos

Material apreendido pela GNR

O Comando Territorial de Santarém da GNR, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Coruche, desmantelou, nos dias 13 e 14 de janeiro, uma rede de tráfico de estupefacientes e deteve quatro homens e duas mulheres, com idades compreendidas entre os 22 e os 57 anos, nos concelhos de Cartaxo e de Salvaterra de Magos.

No âmbito de uma investigação por tráfico de estupefaciente que durava há três anos, os militares da Guarda verificaram que os suspeitos dedicavam-se diariamente à prática da atividade ilícita, provocando alarme social e receio na população local. No decorrer da investigação foi possível apurar-se ainda que a sua subsistência resultava exclusivamente do tráfico de estupefacientes, sendo este destinado à revenda e venda direta ao consumidor, nos concelhos de Cartaxo, Salvaterra de Magos, Coruche, Santarém e Alpiarça.

Após diligências policiais, foi efetuada uma operação destinada ao combate de tráfico de estupefacientes, tendo sido dado cumprimento a quatro de mandados de detenção e a 12 mandados de buscas, cinco domiciliárias, cinco em veículos e duas em anexos, que culminaram na apreensão de1 628 doses de cocaína, 28 doses de heroína, 57 doses de canábis, sete doses de crack e 16 029,32 euros em numerário.

Foram ainda apreendidos 705 munições de diversos calibres, 15 telemóveis, um computador portátil, cinco veículos, três pistolas de calibre .22, duas caçadeiras de calibre 12, uma pistola de calibre 9 mm, um revólver de calibre .38, uma soqueira, um punhal, duas balanças de precisão, uma faca de corte de estupefaciente e diverso material relacionado com a prática do ilícito.

Para além dos seis detidos, os militares da Guarda detiveram ainda em flagrante três homens, com idades compreendidas entre os 30 e os 49 anos, por tráfico de estupefacientes, que se encontravam associados a esta investigação.

Os detidos, um dos quais com antecedentes criminais por crime de roubo com arma de fogo, permaneceram nas instalações da Guarda e foram presentes a primeiro interrogatório no dia 15 de janeiro, no Tribunal Judicial de Santarém, tendo sido aplicadas as seguintes medidas de coação: três prisões preventivas, sendo que dois detidos foram conduzidos para o Estabelecimento Prisional de Leiria e um para o Estabelecimento Prisional de Tires e três apresentações periódicas bissemanais no posto policial da área de residência e proibição de contactos com os restantes arguidos e testemunhas.

A operação contou com o reforço dos Postos Territoriais de Coruche, da estrutura de Investigação Criminal (IC) e do Destacamento de Intervenção (DI) de Santarém, do Grupo de Intervenção Cinotécnica (GIC), do Grupo de Intervenção de Ordem Pública (GIOP) e do Grupo de Intervenção de Operações Especiais (GIOE) da Unidade de Intervenção (UI), envolvendo um total de 112 militares da Guarda, e com o apoio da Policia de Segurança Pública (PSP).

      Fonte: CTS|GNR

 

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.