Edição: 258

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/5/17

Programa “Bolsas + Indústria” do Politécnico de Leiria, NERLEI e CEFAMOL

Empresas da região de Leiria desafiadas a promover a integração de estudantes no mercado de trabalho

Sede da Nerlei

As empresas da região de Leiria estão a ser desafiadas a associarem-se à nova edição do programa “Bolsas + Indústria”, promovido pelo Politécnico de Leiria, NERLEI – Associação Empresarial da Região de Leiria e CEFAMOL – Associação Nacional da Indústria de Moldes, através da atribuição de bolsas aos melhores estudantes e do desenvolvimento de atividades conjuntas que proporcionem aos mesmos um contacto mais próximo com o tecido empresarial desde o primeiro ano e, desta forma, promovam a sua integração no mercado de trabalho.

A manifestação de interesse das empresas pode ser formalizada até ao dia 7 de fevereiro, através do preenchimento do formulário online disponível em https://maisindustria.ipleiria.pt/edicao-2021-2022/. As empresas devem indicar o curso e ano que pretendem premiar. Os estudantes serão seriados no início do segundo semestre, considerando o mérito e as áreas de formação com interesse expresso pelas empresas aderentes. As experiências de imersão em contexto empresarial e o desenvolvimento de projetos poderão ter início em abril próximo.

«Este é um programa único no nosso país, que permite estabelecer uma aproximação entre as indústrias, os estudantes, professores e investigadores, e criar formas de cooperação tendo em vista o aproveitamento recíproco das suas potencialidades científicas, técnicas e humanas, criando-se sinergias de transmissão de conhecimento entre o meio empresarial e o meio académico, que potenciem a investigação e a inovação. A promoção deste programa é um compromisso claro com a valorização do ensino superior em Portugal, a valorização da empregabilidade qualificada e a responsabilidade social», afirma Rui Pedrosa, presidente do Politécnico de Leiria.

As “Bolsas Politécnico de Leiria + Indústria” enquadram-se na vertente da responsabilidade social do protocolo assinado pelo Politécnico de Leiria, NERLEI e CEFAMOL em 2013, permitindo a atribuição de bolsas aos melhores estudantes, motivando-os para o sucesso escolar e a empregabilidade. Desde a edição anterior, agregam ainda a vertente da formação em contexto empresarial, prevendo que os estudantes contemplados realizem uma experiência de imersão em contexto empresarial promovida pela empresa mecenas, cuja duração aumenta com o ano curricular em que se encontra o estudante.

«Para as empresas é muito relevante a adesão a este programa, na medida em que é uma forma privilegiada de aproximação ao sistema científico e tecnológico e de ensino superior. A possibilidade dos estudantes de licenciatura e mestrado, bem como os seus professores, poderem ter contactos com a realidade empresarial é seguramente um fator de desenvolvimento de competências e conhecimento mútuo do qual todos beneficiam», defende António Poças, presidente da NERLEI.

Financiadas pelo tecido empresarial da região, as “Bolsas Politécnico de Leiria + Indústria” permitem aos estudantes do Politécnico de Leiria um conhecimento do mercado de trabalho, potenciando uma futura integração nesta região de mão de obra qualificada e consciente da realidade do mercado, enquanto aumentam a proximidade entre as empresas, transformadoras ou de serviços, e a academia, potenciando a partilha e valorização do conhecimento, assim como a inovação e a capacidade competitiva destas empresas.

«Esta iniciativa permite, por um lado, valorizar o desempenho dos estudantes e, por outro, criar uma maior interação e ligação com as empresas que investem nesta iniciativa. Tendo como génese a aproximação da academia à indústria, a mesma apoia as empresas a enfrentar novos desafios que só com conhecimento e novas competências poderão ser ultrapassados», refere João Faustino, presidente da CEFAMOL.

As empresas poderão direcionar o seu apoio a estudantes de licenciatura ou de mestrado. No âmbito das Bolsas de Estudo para Licenciatura, cada empresa pode atribuir uma ou mais bolsas a estudantes de licenciatura, de qualquer curso do Politécnico de Leiria, direcionando a sua oferta para diferentes anos do respetivo plano de estudos. O valor das bolsas para estudantes do 1.º ano é de 500 euros, para estudantes do 2.º ano de 600 euros, e para estudantes do 3.º ano (ou do 4.º ano quando se aplique) de 700 euros.

Por sua vez, as empresas interessadas em aderir ao Programa Mestrados + Inovação devem submeter aos coordenadores de curso as suas propostas de temas de dissertação/do trabalho de projeto/relatório de estágio do projeto aplicado, a desenvolver no 2.º ano do(s) mestrado(s) selecionado(s) pelas empresas, comprometendo-se a apoiar o estudante selecionado com um valor pecuniário de três mil euros.

Em termos de valores acumulados, desde a data de assinatura do protocolo, foram já atribuídas 223 bolsas, representando um apoio que ascende a 216 mil euros por parte de 62 empresas da região de influência das várias Escolas Superiores do Politécnico de Leiria. Até à data, foram contemplados 14 cursos diferentes no leque de oferta formativa disponibilizada pelo Politécnico de Leiria.

       Fonte: Midlandcom

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.