Edição: 261

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/8/19

Em causa está o voto contra dos sociais-democratas

Movimento Independente Batalha é de Todos critica posição do PSD sobre o projeto Centro de Dia da Golpilheira

Raul Castro

Ao tomar conhecimento da votação dos eleitos do PSD, na última reunião de Câmara, contra o projeto de instalação de um Centro de Dia na Freguesia da Golpilheira, o Movimento Independente Batalha é de Todos veio expressar, no dia 2 de fevereiro, a sua preocupação face ao sucedido e condenar esta postura que considera “do bota abaixo.”

Em causa está a implementação de um projeto de âmbito social, dirigido à população idosa desta freguesia do Concelho da Batalha e que será candidatado ao PRR – Programa Respostas Sociais, através da Misericórdia da Batalha, até ao próximo dia 22 de fevereiro.

Segundo o Movimento Independente, “depois de terem votado contra o projeto, justificando esta decisão inqualificável com o facto de desconhecerem o projeto a concretizar, os eleitos do PSD, na tentativa de mitigar os efeitos negativos da sua posição”, remeteram às redações dos jornais no dia 1 de fevereiro, um comunicado cujo título é “PSD defende a reabertura do edifício do Centro de Saúde da Golpilheira para apoio à população sénior”. Ou seja, conclui, “na segunda-feira rejeitaram o projeto em reunião de Câmara, votando contra, e na quarta-feira vêm defender publicamente o seu contrário.”

O Movimento Independente Batalha é de Todos entende que esta posição do PSD Batalha, votando negativamente contra a concretização deste projeto, lesa não só a Freguesia da Golpilheira, mas também o Concelho. Entende ainda este Movimento que as decisões dos eleitos do PSD continuam, sem razão aparente e de forma repetitiva, tal como sucedeu ao longo do último mandato, a prejudicar sucessivamente esta freguesia e os Golpilheirenses.

Para o Movimento que venceu as eleições autárquicas de 2021 na Batalha, o aumento das respostas de apoio à população, neste caso concreto junto dos mais velhos, devia mobilizar a ação política de todas as forças partidárias, ainda mais quando no caso vertente, esta freguesia não dispõe das valências instaladas de Centro de Dia nem de Centro de Convívio.

Assim, entende que “esta atitude dos eleitos do PSD, que em dois dias dizem uma coisa e o seu contrário, deve motivar uma reflexão profunda junto dos responsáveis deste partido e encontrar nesta e noutras posições bem conhecidas, algumas respostas para a descredibilização da política e dos seus atores.”

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

DA PIEDADE

nào se espera outra coisa dessa gente

Nunualvares@gmail.com

Não se entende o caminho pelo qual querem caminhar. Foi por situações como estas que levaram um cartão azul (ou vermelho?!) dos eleitores do concelho. Foram anos de "navegação à vista", é sem critério algum. Além do mais...era uma Câmara dirigida por um déspota!