Edição: 264

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/11/26

Pandemia em 2020 e 2021 foi o principal obstáculo

Número de visitantes nos Monumentos da região cresce em 2021 mas continua longe de 2019

Convento de Cristo

Em 2021, os monumentos Património Mundial da UNESCO dos distritos de Leiria e Santarém sob a responsabilidade da Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) registaram um ligeiro aumento do número de visitantes em relação a igual período de 2020, tendo passado de 1.295.528 para 1.346.250, o que corresponde a um crescimento de 3,9 por cento (mais 50.722 entradas).

De realçar que nestes dois últimos anos, devido à pandemia, ocorreram períodos de encerramento de todos os espaços no âmbito do combate à pandemia: de 13 de março a 17 de maio, em 2020, e de 15 de janeiro a 4 de abril, em 2021.

O Tinta Fresca analisou a evolução das entradas para o Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça, Mosteiro de Santa Maria da Vitória, na Batalha, e Convento de Cristo, em Tomar, nos últimos cinco anos.

Mosteiro da Batalha

No que se refere ao Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça, em 2021 registaram a entrada de 85.844 visitantes, mais 28,1% que em 2020, altura em que se registaram 67.026 entradas, mas pouco mais de 1/3 do registado em 2019, último ano sem pandemia.

Em relação ao Mosteiro da Batalha, em 2021 registaram a entrada de 124.032 visitantes, mais 23,5% que em 2020, altura em que se registaram 100.427 entradas, mas pouco mais de 1/4 das entradas registadas em 2019.

Mosteiro de Alcobaça

Já em relação ao Convento de Cristo, em Tomar, em 2021 registaram a entrada de 116.451 visitantes, mais 2,3% que em 2020, altura em que se registaram 113.783 entradas, mas apenas de 1/3 do registado em 2019, último ano sem pandemia.

 

     Evolução do número de visitantes nos últimos cinco anos

 

Monumento 2017 2018 2019 2020 2021 %
Convento de Cristo 354.763 348.510 365.379 113.783 116.451 2,3%
Mosteiro de Alcobaça 260.429 221.685 219.945 67.026  85.844 28,1%
Mosteiro da Batalha 492.045 407.950 416.793 100.427 124.032 23,5%

Fonte: DGPC – Direção-Geral do Património Cultural

 

     Mónica Alexandre

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.