Edição: 264

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/11/30

Secretária de Estado da Valorização do Interior participa no evento

Politécnico de Leiria apresenta projeto transnacional gerador de práticas de economia circular no setor agroalimentar

Cartaz

O Politécnico de Leiria vai promover uma sessão de encerramento e apresentação de resultados do projeto transnacional “REiNOVA_SI – Re-industrialização do Setor Agroalimentar – Sustentabilidade e Inovação”, na próxima quinta-feira, dia 3 de março, pelas 10h30, na Biblioteca José Saramago, situada no campus 2, em Leiria. O “REiNOVA_SI” é um projeto de cooperação entre Portugal e Espanha, liderado pelo Politécnico de Leiria, que tem como objetivo promover o uso de práticas de economia circular nas microempresas e PME do setor agroalimentar.

A sessão inicia-se pelas 10h30, com as intervenções de Rui Pedrosa, presidente do Politécnico de Leiria, de Jorge Brandão, vogal executivo do Programa Operacional CENTRO 2020, e de Gonçalo Lopes, presidente da Câmara Municipal de Leiria.

Segue-se, às 10h45, a apresentação dos resultados do projeto, a cargo de Eduarda Fernandes, professora e investigadora do Politécnico de Leiria e representante do consórcio “REINOVA_SI”. Quando forem 11h00 tem lugar a intervenção de Teresa Jorge, da CCDRC, com a apresentação do tema “A Importância da Economia Circular e dos Fundos POCTEP para a Colaboração Transfronteiriça”. “Que agricultura e que agroindústria?” é o título da conferência agendada para as 11h20, com a comunicação de Alfredo Sendim, presidente da direção da Cooperativa Herdade do Freixo do Meio.

A sessão de encerramento do evento, prevista para as 11h50, está a cargo da secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira.

O “REiNOVA_SI” é um projeto de colaboração que teve início no final de 2019, cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) ao abrigo do Programa INTERREG V-A Espanha – Portugal (POCTEP) 2014-2020, envolvendo institutos politécnicos, centros de investigação, incubadoras de empresas, clusters e câmaras de comércio.

     Fonte: Midlandcom

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.