Edição: 264

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/11/30

Especialistas dão apoio na saúde mental considerando o atual conflito na Europa

Centro Hospitalar de Leiria disponibiliza apoio emocional a profissionais ucranianos e comunidade ucraniana da região

O Centro Hospitalar de Leiria (CHL) disponibiliza apoio emocional aos seus profissionais ucranianos e filhos, bem como a crianças, adolescentes e adultos da comunidade ucraniana da sua área de influência, no âmbito do atual conflito militar entre a Rússia e a Ucrânia, com o objetivo de promover e proteger a saúde mental. O apoio será prestado pelos profissionais especialistas do Serviço de Psiquiatria da Infância e da Adolescência e do Serviço de Psiquiatria e Saúde Mental do CHL.

«A situação atual de conflito não tem precedentes e coloca-nos desafios de várias ordens, dadas as consequências que as inevitáveis reorganizações sociais e familiares inerentes podem ter nas crianças e adolescentes», salienta Graça Milheiro, diretora do Serviço de Psiquiatria da Infância e da Adolescência do CHL. «O nosso Serviço quer ser mais um braço a abraçar a comunidade ucraniana da região. Disponibilizamo-nos para apoiar em dúvidas ou situações que preocupem crianças e jovens desta comunidade.»

Graça Milheiro sensibiliza ainda para que, «qualquer profissional ucraniano ou pessoa da comunidade ucraniana da região de Leiria que, de alguma forma, sinta que a saúde mental dos seus filhos possa estar a ser afetada por todo o contexto relacionado com o conflito atual, contacte o serviço através do e-mail: pedopsiquiatria@chleiria.min-saude.pt».

Para a população ucraniana adulta, o apoio emocional do CHL pode ser solicitado via e-mail, para Sec.Psiquiatria@chleiria.min-saude.pt.

«Este apoio será fundamental nesta ocasião tão critica, considerando a repercussão pessoal e familiar que está e irá continuar a acarretar na comunidade ucraniana», destaca Cláudio Laureano, diretor do Serviço de Psiquiatria e Saúde Mental do CHL. «O objetivo é dar uma resposta rápida às pessoas que estão em sofrimento, visando diminuir o impacto traumático desta situação surreal que estamos a viver. O Serviço de Psiquiatria está a organizar-se de forma a dar uma resposta célere a esta comunidade nas três unidades do CHL, tanto no Hospital de Santo André, como no Hospital de Alcobaça Bernardino Lopes de Oliveira e no Hospital Distrital de Pombal. A nossa Unidade de Psiquiatria Comunitária estará igualmente disponível para intervir no seio da comunidade, sempre que tal necessidade se venha a verificar.»

Licínio de Carvalho, presidente do Conselho de Administração do CHL, sublinha que «esta é uma das formas do CHL ser solidário, tendo em conta o enquadramento europeu particularmente difícil, volátil e com múltiplas consequências, em particular, as mais nefastas para as vidas de tantas vítimas».

    Fonte: Midlandcom

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.