Edição: 258

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/5/19

Festival usou este ano um novo formato

Festival Internacional de Óbidos recebeu 80 mil pessoas e usou cinco toneladas de chocolate

Animação de rua no Festival Internacional de Chocolate de Óbidos

O Festival Internacional de Chocolate de Óbidos voltou, depois de dois anos de interregno devido à pandemia, num formato renovado. Em vez que estar concentrado na zona da Cerca do Castelo, o evento decorreu em diversos locais, permitindo que o visitante pudesse desfrutar não só do Festival, como de um passeio pela vila de Óbidos.

Segundo Filipe Daniel, presidente da Câmara Municipal de Óbidos, “o Festival Internacional do Chocolate 2022 superou todas as expectativas”. Num novo formato, “Óbidos recebeu, entre os dias 25 de março e 3 de abril, cerca de 80 mil visitantes.”

O autarca adiantou que “esta edição contou com a presença das principais marcas de chocolate e com uma forte presença de chefes e chocolateiros, numa programação de mais de 60 horas de showcooking, que deu a oportunidade, quer aos profissionais mais conceituados, quer aos mais jovens chefs de mostrarem todas as potencialidades do chocolate”. “Nesta edição foram utilizadas cerca de 5 toneladas”, anunciou.

O presidente da Câmara Municipal de Óbidos afirmou ainda que, “depois de dois anos de interregno, nesta edição quisemos que as ruas, mais do que sítios de passagem, fossem espaços de permanência e que as unidades de hotelaria e restauração fossem parte integrante deste evento”.

Filipe Daniel enaltece os novos concursos que o evento trouxe, “que não só ajudam os mais novos a ter alguma projeção nesta área da pastelaria, como traz sangue novo a um evento que quer ser inovador a todos os níveis”. O autarca destaca ainda “a enorme satisfação que era ouvida nas ruas, pelos nossos visitantes, sobre a forma como tudo estava organizado”. “É um balanço claramente positivo”, conclui.

Por seu lado, o administrador da empresa municipal Óbidos Criativa, entidade que organiza o evento, declarou que “passados 20 anos, quisemos fazer um rebranding do Festival e profissionaliza-lo ainda mais”. “Foi por isso que convidámos uma das maiores figuras de referência nacional na área da pastelaria e bombonaria, o chef Francisco Siopa, para fazer a curadoria geral deste evento e que foi um dos responsáveis pelo sucesso desta edição”, disse Ricardo Duque.

O responsável destaca igualmente “o chef Carlos Afonso, um jovem empreendedor com um percurso notável e professor nas escolas de hotelaria do turismo de Portugal e que aceitou o desafio de ser o curador dos concursos”. “Não nos podemos também esquecer do chef brasileiro Abner Ivan, que coordenou uma equipa extraordinária, responsável pelas famosas esculturas em chocolate, que são um dos ex-líbris do Festival”, acrescentou.

Ricardo Duque afirmou igualmente que esta edição contou “com os melhores chefs, com as melhores marcas, com os melhores parceiros e com uma grande equipa que, em conjunto, foram responsáveis pelo enorme sucesso desta edição”.

Fonte: DV|GCD|CMO

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.